Pesquisa:

Arquivo Notícias LGBTQ+

Sábado, 21 Janeiro - 15:58

PORTUGAL Eduarda Santos 1958-2023

<b>PORTUGAL</b> Eduarda Santos 1958-2023
Eduarda Santos faleceu no dia 20 de janeiro de 2023, deixando uma pegada indelével nas questões de direitos trans em Portugal. Em memória deste ativismo excepcional re-publicamos um artigo de 2016 em que partilhou alguma das suas aventuras e desventuras.

Domingo, 15 Janeiro - 19:14

PORTUGAL Calendário de marchas do orgulho LGBT+ 2023

<b>PORTUGAL</b> Calendário de marchas do orgulho LGBT+ 2023
As diversas marchas previstas para 2023. Esta página será atualizada quando necessário.

Dia 27 de Janeiro na história LGBTQ+

Sexta-feira, 27 Janeiro - 09:332016

INDONÉSIA: Polícia acusada de apoiar grupos transfóbicos e homofóbicos

INDONÉSIA: Polícia acusada de apoiar grupos transfóbicos e homofóbicosA policia interrompeu o evento desportivo e artístico trans “Porseni” devido a pressões de grupos transfóbicos.

Terça-feira, 27 Janeiro - 17:362014

REINO UNIDO: Stephen Fry e Elliot Spencer dão o nó

REINO UNIDO: Stephen Fry e Elliot Spencer dão o nóDepois de menos de duas semanas após o anúncio que se iriam casar, o ator de 57 anos publicou uma fotografia sua e do seu parceiro de 27 a assinarem o registo de casamento.

Terça-feira, 27 Janeiro - 17:302014

SANTA SÉ: Michael Sam pediu o noivo em casamento na Basílica de São Pedro

SANTA SÉ: Michael Sam pediu o noivo em casamento na Basílica de São PedroA estrela do futebol americano Michael Sam anunciou o seu noivado com Vito Cammisano este mês.

Segunda-feira, 27 Janeiro - 22:312013

TELEVISÃO: Prémios Grammys celebram igualdade de casamento

Queen Latifah subiu ao palco durante a perfomance de Macklemore e Ryan Lewis de "Same Love" e casou 33 casais, incluindo diversos do mesmo sexo.

Sexta-feira, 27 Janeiro - 08:542011

BRASIL: Apresentado em Alagoas, Relatório Nacional de Crimes Homofóbicos

Luis Mott esteve numa conferência de imprensa no passado dia 24, promovida pelo Grupo Gay de Alagoas, onde divulgou os dados do relatório Nacional de Crimes Homofóbicos, que aponta Maceió, estado de Alagoas, no terceiro lugar relativo a crimes contra possoas LGBT.

Quinta-feira, 27 Janeiro - 11:052010

UGANDA: Activista LGBT é morto

O activista David Kato que fez campanha contra a lei anti-homossexualidade no país terá sido espancado até à morte.

Quarta-feira, 27 Janeiro - 17:552009

ÍNDIA: Bollywood apresenta o primeiro beijo entre dois homens

Com estreia marcada para Maio o filme "Dunno Y . . . Na Jaane Kyun", já está a dar que falar.

Quarta-feira, 27 Janeiro - 17:402009

BÉLGICA: Homossexualidade comparada com anorexia

Num programa da RTL-TVI, o chefe da Igreja Católica Belga, Monsenhor Leonard, comparou a homossexualidade com a anorexia.

Terça-feira, 27 Janeiro - 18:372008

BOLÍVIA: Nova Constituição e a agitação da Igreja

No passado Domingo dia 25, a Bolívia aprovou a nova Constituição por voto popular.

Terça-feira, 27 Janeiro - 17:212008

PORTUGAL: Escola reprovada por falta de justiça

Este poderia ser de facto uma decisão, tomada por qualquer tribunal a uma qualquer escola que advertida para comportamentos menos sociáveis, digamos assim, não toma-se a atitude certa.

Sexta-feira, 27 Janeiro - 22:462005

CINEMA: GLADD divulga nomeados para prémios média

A associação norte-americana GLADD (Aliança Gay e Lésbica contra Difamação) anunciou os seus nomeados para prémios média no Festival de Sundance na passada segunda-feira.

Sexta-feira, 27 Janeiro - 12:142005

PORTUGAL: Casal de lésbicas quer casar pela conservatória

Um casal português de lésbicas, a viverem juntas há quase três anos, acusam o Estado de as discriminar com base na sua orientação sexual, nomeadamente, no que diz respeito ao seu reconhecimento como casal e aos seus direitos enquanto tal. Perante esta realidade, que pretende ultrapassar, vão tentar obrigar o Estado a casá-las.

Quinta-feira, 27 Janeiro - 00:592004

POLÓNIA: Auschwitz recordado para alertar o mundo

Os líderes mundiais estão hoje reunidos em Auschwitz, na Polónia, para comemorar os 60 anos da libertação do maior campo de concentração nazi pelo Exército Vermelho soviético. Dirigentes de 44 países, entre os quais os presidentes alemão, Horst Kohler, e russo, Vladimir Putin, estarão lado a lado com sobreviventes e os homens que os libertaram em 1945. Estas cerimónias dão início a um ano de comemorações que se revestem de significado especial por constituírem uma das últimas oportunidades para reunir os escassos sobreviventes ainda vivos. Apesar das temperaturas negativas, mais de 10 mil pessoas assistirão aos discursos de detidos no campo de concentração, como o ex--chefe da diplomacia polaco Wladyslaw Bartoszewski. O Chefe do Estado polaco, Aleksander Kwasniewski, também irá discursar, bem como Putin, que falará em nome dos libertadores, e o seu homólogo israelita, Moshe Katzav, em representação das vítimas. Ontem, Katzav apelou aos dirigentes europeus para evitarem "o ressurgimento do anti-semitismo". Recentes episódios, como o disfarce de nazi do príncipe Harry de Inglaterra numa festa ou a saída dos deputados de extrema-direita do Parlamento da Saxónia enquanto se cumpria um minuto de silêncio em memória das vítimas do Holocausto, fazem temer um regresso de incidentes anti-semitas.(...) Morte. Em 1940, o exército alemão transformou Auschwitz num campo de trabalhos para presos de guerra polacos, mas os nazis rapidamente aumentaram as instalações, tornando-as num vasto campo de morte. O complexo concentracionário tinha três campos principais. Até Janeiro de 1945, entre 1,2 e 1.5 milhões de pessoas morreram em Auschwitz. Cerca de um milhão eram judeus, mas estes não foram as únicas vítimas. Presos polacos, prisioneiros de guerra soviéticos, ciganos, deficientes, homossexuais e prisioneiros de consciência também foram mortos nas câmaras de gás nazis.

Quinta-feira, 27 Janeiro - 00:592004

PORTUGAL: JS quer legalizar drogas leves e lançar debate sobre casamentos homossexuais

A Juventude Socialista (JS) comprometeu-se hoje a apresentar no Parlamento, na próxima legislatura, um projecto de lei para legalizar o consumo de drogas leves e a lançar o debate sobre os casamentos entre homossexuais. Estes foram dois dos dez compromissos para as legislativas de 20 de Fevereiro apresentados pelo secretário-geral da JS, Pedro Nuno Santos, em conferência de imprensa, no largo do Rato, salientando que aquelas propostas "não comprometem o PS". A JS prometeu também apresentar diplomas para regulamentar a prostituição e as uniões de facto de homossexuais e, em matéria de educação, defender o ensino obrigatório até ao 12º ano, a gratuitidade dos manuais escolares e um máximo de 20 alunos por turma. "Um consumidor de drogas leves continua a ter de recorrer ao mesmo traficante que vende drogas duras", apontou Pedro Nuno Santos, para justificar a legalização do consumo de cannabis e derivados, sublinhando que "não há registo de mortes" causadas por aquelas substâncias. "As drogas leves não são mais perigosas para a saúde do que o álcool ou o tabaco", afirmou o secretário-geral da JS. Quanto aos casamentos entre homossexuais, Pedro Nuno Santos disse que a JS quer apenas, nos próximos quatro anos, "lançar a discussão pública e conquistar a sociedade portuguesa para essa questão", comprometendo-se contudo a regulamentar as uniões de facto, que foram introduzidas na lei em 2001. "Neste âmbito defendemos a possibilidade de registo, por casais de gays e lésbicas, das suas uniões de facto. Para que assim se facilite a reivindicação de direitos e o reconhecimento no estrangeiro", declarou, avançando ainda "uma Lei Anti-Discriminação abrangente, que preveja explicitamente o combate contra a homofobia". Em comum com o programa eleitoral do secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos referiu a realização de um referendo sobre a despenalização do aborto, "o combate ao abandono escolar" e "o financiamento pelo Estado do segundo ciclo do ensino superior [pós-graduações, mestrados e doutoramentos]".

Quinta-feira, 27 Janeiro - 00:582004

PORTUGAL: 3 abortos clandestinos por dia vão parar ao hospital

Num seminário sobre "Os jovens e a sexualidade" que hoje decorreu na Gulbenkian, em Lisboa, foram divulgados dados sobre o aborto clandestino em Portugal, retirados do Relatório de Registos dos Episódios de Internamento da Divisão de Saúde Materno-Infantil e dos Adolescentes, referentes ao ano de 2003. Segundo esse relatório, nesse ano deram entrada nos hospitais 1.019 casos de aborto "fora do quadro legal", ou seja clandestinos, devido a complicações. Porém, de acordo com os mesmos dados, o real número de abortos ilegais praticados em Portugal é "desconhecido", uma vez que nos hospitais apenas dão entrada os casos com complicações. Durante o seminário, promovido pelo Instituto Português da Juventude, foi referido também um relatório publicado no ano passado pelo ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão) que concluiu que "não há dados sobre a realidade do aborto" e sobre as "práticas sexuais em Portugal". O relatório salienta que "o número de abortos clandestinos em Portugal permanece uma incógnita" e que "são vários os números apontados, mas a verdade é que não há estudos a nível nacional que dêem a conhecer com fiabilidade e rigor a realidade do aborto em Portugal". Além disso, "há raros estudos de índole académica" sobre o assunto, refere ainda o relatório. A inexistência de dados relativos às práticas sexuais começa logo na educação sexual, uma vez que - segundo o Instituto - "não foi possível ao Ministério da Educação comunicar ao ISEG, em tempo útil, o estado e avaliação da educação sexual nas escolas, assim como o resultado dos protocolos" entre o Ministério e entidades como a Associação para o Planeamento da Família ou a Fundação Portuguesa da Comunidade da Luta Contra a Sida.

Quinta-feira, 27 Janeiro - 00:572004

REINO UNIDO: Pres. e da Câmara de Londres acusado de ignorar direitos de gays

Grupos ativistas gays estão a acusar o Pres. Câmara de Londres, Ken Livingstone, de ignorar questões dos homossexuais e de silenciar a imprensa gay.

Quinta-feira, 27 Janeiro - 00:562004

ESPANHA: Gays evangélicos pressionam Zapatero contra homofobia

O Grupo Gay Evangélico da Espanha enviou carta ao primeiro-ministro espanhol José Luis Zapatero, para que ele rejeite comentários homofóbicos do Conselho de Igrejas Evangélicas, que deseja que o governo não aprove o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Andrés de la Portilla, porta-voz do grupo, pediu à Igreja Evangélica, à Igreja Católica e a ?todas as igrejas da Espanha que, por favor, deixem de ser homofóbicas?. Portilla também exigiu que as outras igrejas não enviem mais comunicados ao governo, ?já que há muitos gays que são cristãos, que são evangélicos, que estão sofrendo perseguição há muito tempo, que são expulsos e excomungados das igrejas, que não contam com o mínimo de apoio, que não podem participar dos cultos, que não podem receber a eucaristia, que não podem ser membros das igrejas?. O grupo quer que as igrejas ?mudem todas as suas declações de homofobia por uma declaração de amizade e respeito?, como já ocorre com a Igreja Unitária na Espanha e outras que estão reconhecendo os direitos de gays e lésbicas, incluindo o direito ao casamento gay. Para o Grupo Gay Evangélico, as igrejas da Espanha iniciaram ?uma nova inquisição?, que agora ?persegue gays e lésbicas?. De la Portilla acredita que o motivo pelo qual isso ocorre é que as ?igrejas não solucionam seus conflitos e problemas com o sexo, porque não querem aceitar que ele foi criado por Deus e que é parte de uma realidade humana, espiritual e divina?.

Quinta-feira, 27 Janeiro - 00:552004

CANADÁ: Lésbicas discriminadas em Montreal planeiam beijaço

Casal de lésbicas está a planear um beijaço numa esquina de Montreal, no Canadá, para protestar contra um ataque que deixou uma delas com o nariz partido. Joelle Perras e Brook Morrison estavam de mãos dadas na última sexta-feira, 21/1, caminhando pelo bairro de Plateau Mont-Royal quando decidiram beijar-se. Segundo a polícia, em poucos segundos Morrison foi atingida pelas costas e foi jogada contra sua companheira, que partiu o nariz. O casal está a pedir para que gays e lésbicas se reúnam em um beijaço no mesmo local onde sofreu o ataque. O incidente acontece semanas antes do Parlamento do país discutir se aprovará a lei que permitirá o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Terça-feira, 27 Janeiro - 00:592003

SIDA: Portugueses Não Sabem Onde Fazer Teste da Sida

Os portugueses são dos que mais desconhecem os locais onde podem fazer teste para detectar o vírus HIV, revela um estudo que vai ser divulgado pela "Teste Saúde" em Fevereiro. Dos quatro países onde foi realizado o estudo (Portugal, Bélgica, Espanha e Itália), os portugueses foram os que revelaram maior desconhecimento. O estudo, que inquiriu mais de três mil pessoas, informa que 44 por cento dos inquiridos já fizeram o teste, mas 21 por cento dos que nunca o fizeram não sabem onde dirigir-se para o efectuar. Dos inquiridos que realizaram o teste, apenas cinco por cento recorreram aos Centros de Aconselhamento e Diagnóstico Precoce do HIV, indica o estudo realizado pela associação de defesa do consumidor (DECO). Por isso, a DECO apela a uma maior divulgação destes serviços, que são gratuitos e existem de norte a sul do país. O estudo revela ainda que mais de metade dos inquiridos não utiliza qualquer meio de prevenção contra a sida durante as relações sexuais e apenas um em cada seis afirma praticar sempre sexo protegido. O preservativo masculino não é utilizado por 42 por cento dos homens portugueses. A relação entre os portugueses e o preservativo parece "difícil", já que mais de metade dos inquiridos afirma sentir-se pouco à vontade com este método de protecção, 40 por cento refere que é difícil encontrar um parceiro que aceite utilizá-lo e a mesma percentagem afirma ter receio de que o seu parceiro não tenha prazer quando se utiliza o preservativo. Em relação às formas de transmissão do HIV, 44 por cento dos inquiridos acredita que o contágio pode acontecer através da picada de insectos e uma em cada cinco pessoas julga que pode contrair o vírus ao sentar-se na sanita de uma casa de banho pública. Em Portugal as estimativas apontam para cerca de 30 a 50 mil pessoas infectadas, o que coloca o país na situação "mais preocupante" da União Europeia. Em comunicado, a associação Abraço denuncia a morte de três pessoas por dia com sida em Portugal, acrescentando que "não existe um plano nacional de luta contra a sida". [Secção VIH/SIDA do Directório PortugalGay.PT em: www.portugalgay.pt/guide/guide_12_12.asp ]

Terça-feira, 27 Janeiro - 00:582003

PORTUGAL: Uma em Cada Cinco Mulheres do Porto Já Fez Um Aborto

Dezoito e meio por cento da população feminina do Porto já interrompeu voluntariamente a gravidez pelo menos uma vez na vida, e este número sobe para 22,6 por cento se atendermos apenas às mulheres que já estiveram grávidas. Números redondos, uma em cada cinco mulheres optou por fazer um aborto. Os dados são do Serviço de Higiene e Epistemologia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, que caracteriza a história abstétrica de mais de 1200 mulheres com idades compreendidas entre os 18 e os 92 anos. A estatística, ontem revelada pelo Diário de Notícias, não concerne a um estudo sobre o aborto, antes faz parte de uma megainvestigação sobre os estilos de vida dos portuenses. Um trabalho inédito no país, que segue a mesma amostra há cinco anos. [...] Henrique de Barros entende que não se pode extrapolar os resultados obtidos no Porto para o resto do país. A amostra - constituída de forma aleatória, através de números de telefone - é apenas representativa da cidade. [...] Da amostra do Serviço de Higiene e Epistemologia extraiu-se também o número de abortos por mulher: a maioria fez um; cinco por cento enfrentou dois; uma em cada 20 submeteu-se a três, quatro ou cinco. O grosso das mulheres que passa por este processo é oriunda de estratos sociais baixos, referiu o coordenador. Haverá muitos factores a explicar o opção, mas o facto de apenas dez por cento ter formação superior ajuda a colocar a tónica na falta de condições económicas. Recorde-se que, segundo a Direcção-Geral de Saúde, em 2002, realizaram-se 675 abortos legais e 4761 espontâneos em Portugal. Fora desta estatística ficaram as mulheres que protagonizaram os 5653 internamentos hospitalares por complicações resultados do recurso à interrupção candestina.

Segunda-feira, 27 Janeiro - 00:592002

IRLANDA: Irlanda vai abrigar a Segunda Conferência Bissexual Europeia

Dublin, capital da Irlanda, vai abrigar a Segunda Conferência Bissexual Europeia (EBC2), que acontece de 4 a 6 de julho de 2003. O evento vai ser realizado no fim-de-semana que coincide com as celebrações do orgulho gay. A conferência é organizada pelo grupo activista Bi Irish, fundado em 1996, para bissexuais e qualquer indivíduo interessado na bissexualidade ou na sexualidade em geral. A EBC2 vai ser aberta a todos, independente de sua orientação sexual e tem por objectivo fomentar o diálogo e a discussão entre os membros das comunidades GLBT e heterossexual, segundo os organizadores.

Segunda-feira, 27 Janeiro - 00:582002

ÁFRICA DO SUL: Morre mais um dos sobreviventes da chacina gay

Morreu no final de semana um dos dois sobreviventes restantes da chacina gay numa casa de massagens na Cidade do Cabo, África do Sul, ocorrida há uma semana. Agora só resta uma única testemunha do massacre que fez nove vítimas e abalou a comunidade gay internacional. Está internado em condição estável de saúde e sob forte segurança policial. A polícia continua investigando o caso, mas não tem divulgado detalhes. Acredita-se que os quatros assassinos teriam sido contratados para "resolver" uma questão ligada a drogas ou extorsão.

Segunda-feira, 27 Janeiro - 00:572002

SANTA SÉ:Papa declara que famílias gays não são autênticas

O Papa fez ontem a sua mais forte condenação dos relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo, no seu discurso dominical na varanda do Palácio do Vaticano, sobre a Praça de São Pedro. O Papa alertou os fiéis contra as versões "não autênticas" de famílias. O pontífice declarou que "uma união entre um homem e uma mulher é a única verdadeira aos olhos de Deus" e que "este tipo de união é o sinal autêntico de vida e esperança para a humanidade". Para explicar melhor a sua ideia, continuou: "Não é certamente aquela não autêntica baseada no egoísmo individual. A experiência tem mostrado que tal tipo de caricatua não tem futuro e não pode dar futuro a nenhuma sociedade", disse referindo-se claramente às famílias gays. O discurso coincidiu com o encerramento da mais recente conferência mundial da Igreja Católica, marcada pelas exortações dos representantes da Igreja contra o divórcio, o aborto e os casamentos homossexuais.
© 1996-2023 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

N?o ? um robot

Por favor marque as caixas TR?S e SETE.
Depois clique em OK.

Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal