Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Sexta-feira, 29 Novembro 2019 22:33

EUA
Declaração do Dia Mundial contra VIH/SIDA de Trump omite as pessoas LGBT+, novamente



O presidente dos EUA, Donald Trump, apresentou esta quarta-feira a sua declaração sobre o dia 1 de dezembro.


Trump foi criticado quando a sua primeira declaração omitiu as pessoas LGBT+ entre os grupos mais afetados pela pandemia, tal como o fez no ano passado, e este ano mantém a tradição.

A declaração deste ano serviu também para recordar o plano desta administração apresentado no início do ano para eliminar "pelo menos 90% das novas infecções por VIH nos Estados Unidos dentro de 10 anos". A declaração refere claramente questões como a PrEP e programas de gestão de seringas, mas deixa de fora a importância de atingir a situação de indetectável como forma de também evitar novas infecções.

Por meio dessa iniciativa, continuaremos liderando a tarefa de aplicar a ciência mais avançada para melhor diagnosticar, tratar, cuidar e salvar a vida de indivíduos vivendo com VIH, concentrando-nos nas cidades e nos estados mais afetados pela doença Donald Trump

Embora o plano do presidente delineie uma estratégia para focar nas cidades e estados com maior número de novas infecções, ele não menciona as pessoas que foram mais atingidas pelo VIH nos últimos anos. Na sua declaração de 2016, o presidente Barack Obama disse que o VIH/SIDA afetou predominantemente "homens gays e bissexuais, pessoas trans, jovens, negros e latino-americanos, pessoas que vivem no sul dos Estados Unidos e pessoas que injetam drogas".

Donald Trump não parece capaz de chegar tão longe, e tal como no ano passado excluiu as pessoas LGBT+ do seu discurso, mesmo assim esteve quase.

No Dia Mundial Contra o VIH/SIDA, somos recordados que nenhum desafio pode derrotar o inflexível espírito americano. Como nação, devemos unir-nos para remover o estigma em torno do VIH e enfrentar as disparidades enfrentadas pelas pessoas que vivem com esta doença. O nosso sucesso depende da colaboração em todos os níveis do governo aqui nos Estados Unidos e do mundo, na interação com a comunidade e no alcance de pessoas com VIH e populações em risco, e na cidadania motivada pela compaixão pelo sofrimento da humanidade e pela esperança de o futuro. Juntos, continuaremos a progredir nos nossos esforços para encontrar uma cura para o VIH/SIDA e garantir que todos os americanos tenham vidas mais saudáveis ​​e felizes Donald Trump

A declaração está disponível online.

EUA: Declaração do Dia Mundial contra VIH/SIDA de Trump omite as pessoas LGBT+, novamente

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas SETE e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal