Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Quinta-feira, 26 Março 2020 14:54

EUA
Universidade Cristã que é contra gays diz para abrirem as escolas mesmo com pandemia de coronavírus



Uma universidade cristã que proíbe relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo disse que o importante é ter os alunos de volta para a escola.


A Liberty University, na Virgínia, conhecida por promover crenças fundamentalistas cristãs e estrita postura anti-LGBT+, convidou 5'000 dos seus 15'000 estudantes a voltarem ao campus, dias após o governador do estado da Viginia, Ralph Northam, ter ordenado o encerramento de todas as escolas estaduais pelo resto do ano académico.

O presidente da Liberty University, Jerry Falwell, disse: "Enquanto algumas faculdades basicamente levantaram as mãos e simplesmente desligaram e deixaram o problema para outra pessoa, a equipe executiva da Liberty arregaçou as mangas". Ele acrescentou: "Nosso pensamento era:" Vamos recuperá-los assim que pudermos - aqueles que querem voltar ".

Enquanto as aulas propriamente ditas serão on-line (a escola tem mais de 90'000 alunos on-line), os estudantes podem usar serviços de refeições, alojamento, ginásio, laboratórios de informática e, basicamente, todas as áreas comuns estão agora disponíveis. Segundo o Queerty, até ontem 1.900 estudantes voltaram ao campus.

Historial contra LGBT+

Em 2006, a Liberty University proibiu todos os grupos LGBT+ com base na 'moralidade' e, em 2014, garantiu uma isenção das leis federais de combate à discriminação para permitir a discriminação contra pessoas LGBT+. Todos os alunos são obrigados a assinar uma declaração prometendo não fazer sexo gay ou fazer sexo com uma pessoa trans, mesmo que sejam casados. De acordo com o código de honra da universidade: “Relações sexuais fora de um casamento ordenado pela Bíblia entre um homem natural e uma mulher natural não são permitidas na Liberty University. Nos relacionamentos pessoais, os alunos são incentivados a conhecer e respeitar as diretrizes do senso comum para evitar a aparência de impropriedade. Atividades inconsistentes com esses padrões e diretrizes são violações do Código de Honra ao Estudante.” As violações da regra podem ser punidas de várias maneiras, incluindo multa de 300 USD (cerca de 275 EUR), 30 horas de serviço comunitário ou expulsão. Na mesma linha as bolsas disponíveis para apoio a famílias militares só são aplicadas a heterossexuais casados.

A universidade tem convidado regularmente figuras públicas anti-LGBT+ para os seus eventos (incluindo Donald Trump como Presidente dos EUA) e este ano concedeu o Doutoramento Honoris Causa a Nigel Farage, um político conservador britânico conhecido pelas suas posições anti-LGBT+.

EUA: Universidade Cristã que é contra gays diz para abrirem as escolas mesmo com pandemia de coronavírus

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal