Pesquisa:

Sexta-feira, 18 Julho 2014 12:03

VIH/SIDA
Centenas de participantes em conferência mundial desaparecem no MH17



Entre os 298 passageiros que viajavam no voo que se despenhou sobre a Ucrânia, faziam parte alguns dos maiores nomes da luta mundial contra o VIH/Sida.


Correcção 21 07 2014

Segundo declarações de Francoise Barre-Sinoussi, presidente da Sociedade Internacional da SIDA, este fim de semana, apenas 6 participantes da conferência estão confirmados como tendo morrido no avião, embora seja possível que mais alguns não estejam contabilizados, mas serão sempre na ordem das dezenas e não centenas como originalmente reportado nesta notícia.

Notícia original

Mais de uma centena de passageiros a bordo do avião da Malásia eram pesquisadores de renome mundial que se dirigiam para a conferência internacional sobre VIH/Sida que decorrerá na cidade de Melbourne na Austrália a partir deste domingo, quem o diz é a Ministro dos Negócios Estrangeiros australiano Julie Bishop.

O avião voava de Amsterdão para Kuala Lumpur na Malásia, tendo caído esta quinta-feira com 298 passageiros a bordo. Segundo os serviços secretos dos EUA a aeronave terá sido abatida com um míssil terra-ar, estando para estas autoridades apenas por apurar quem terá disparado. As notícias dão conta de um número elevado de crianças vítimas deste ataque, mas também e segundo Bishop, 27 australianos já foram também confirmados.

Entre os passageiros estava o ex-presidente da Sociedade Internacional da SIDA, Joep Lange, pesquisador holandês e fundador da PharmAccess Foundation, organização criada em 2001 e que procura melhorar o acesso aos tratamentos VIH/SIDA em países em desenvolvimento. Com ele viajava a sua companheira assim como quase uma centena de outros participantes na conferência.

O líder da oposição Australiana Bill Shorten disse no parlamento: “há australianos que teriam planeado estar no aeroporto para cumprimentar amigos e familiares, entre eles alguns dos principais especialistas do mundo sobre VIH/Sida”, disse Shorten que terminou dizendo “o custo deste incidente será sentido em muitas partes do mundo”.

O presidente eleito da Sociedade Internacional SIDA, disse que se os relatos sobre a morte de Lange se confirmarem “então o movimento VIH/Sida perdeu realmente um gigante”.

Na Câmara dos Representantes Australiana, a oradora Bronwyn Bishop pediu um minuto de silêncio no parlamento para honrar as vítimas, acrescentando que ela estava programada para enfrentar a conferência no segundo dia, ou seja segunda-feira. “Eu sei que haverá muitos lugares vazios” disse Bishop, “e eu acho que estamos a fazer está de luto um pouco por todo o mundo, o que foi perdido. Queremos ver justiça, mas de uma forma ponderada.”

A Sociedade Internacional SIDA divulgou um comunicado expressando o seu pesar sobre a notícia de vários dos seus colegas e amigos estarem a bordo: “Neste momento incrivelmente triste e sensível o IAS está com a nossa família internacional e envia condolências aos familiares daqueles que foram perdidos nesta tragédia”.

A 20ª edição da Conferência Internacional sobre VIH/SIDA começa já este fim de semana e até 25 de Julho em Melbourne, Austrália, com mais de 200 sessões, 12000 participantes e quase 2000 voluntários na organização.

VIH/SIDA: Centenas de participantes em conferência mundial desaparecem no MH17

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2023 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

N?o ? um robot

Por favor marque as caixas DOIS e QUATRO.
Depois clique em OK.

© 1996-2023 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal