Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Segunda-feira, 1 Julho 2019 14:13

TURQUIA
Marcha do Orgulho em Istambul é atacada com gás lacrimogéneo da polícia



Os manifestantes foram recebidos por um grande aparato policial incluindo canhões de água.


Os relatos indicam que milhares de pessoas se reuniram perto da Avenida Istiklal e da Praça Taksim, local originalmente marcado para a realização da marcha que foi pelo 5º ano consecutivo banido pelas autoridades locais. Foram recebidos por forte aparato policial, incluindo veículos de canhões de água, várias pessoas foram identificadas, e a polícia usou gás lacrimogéneo para dispersar a multidão após a leitura do comunicado de imprensa.

No entanto a polícia permitiu que as pessoas se reunissem e fosse lida uma declaração pública pela Semana do Orgulho LGBT+ de Istambul na pequena Mis Street, com direito a bandeiras arco-iris e trans em alguns edifícios da rua.

Na sexta-feira, a Amnistia Internacional denunciou as alegadas preocupações de segurança indicadas pelas autoridades, dizendo:

[A proibição pelas autoridades] é uma tentativa clara de apagar a presença coletiva pública de um grupo que, nas palavras do proprio governo, é considerado 'socialmente censurável' Amnistia Internacional

O comunicado de imprensa, em turco, denunciou a brutalidade policial e estatal contra o Istanbul Pride e afirmou que a parada continuaria de qualquer maneira.

Essas marchas tornaram-se cada vez mais difíceis a cada ano e, como nos deparamos com o ódio, conseguimos-nos manter seguros sendo LGBT+ e fazer ouvir as nossas vozes. Ao contrário dessas provocações pacíficas, os crimes de ódio do estado tornaram-se são evidentes com a brutalidade policial. Istanbul Pride

O comunicado também explica que a comunidade LGBT+ não será dividida ou diminuída pela violência e que os organizadores nunca desistirão de chegar e celebrar em Taksim.

O orgulho de Istambul foi celebrado anualmente entre 2003 e 2014, altura em que atraiu dezenas de milhares de participantes num dos maiores eventos LGBT+ num país de maioria muçulmana. Desde então as autoridades turcas têm proibido o evento alegando questões de "segurança". Embora a homossexualidade seja legal desde que existe a moderna república turca, os indivíduos LGBT+ são alvos de assédio e abuso regular incluindo pelas próprias autoridades.

No final da leitura do comunicado as autoridades dispersaram a multidão recorrendo a gás lacrimogéneo, balas de borracha e bastonadas. Pelo menos cinco pessoas foram detidas.

TURQUIA: Marcha do Orgulho em Istambul é atacada com gás lacrimogéneo da polícia

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal