Índice
On-Line
Notícias

Terça-feira, 11 Dezembro 2012 22:30

EUA
Aliança “Gay-Straight” vence em Universidade Católica, mas gera polémica



A Universaidade Católica de Notre Dame, nos EUA, deu luz verde à concretização de um grupo especifico de apoio aos estudantes Gays, Lésbicas, Bissexuais, Transgéneros e Transexuais.


Este grupo não é o primeiro: outras universidades católicas já possuem este tipo de grupos, mas a sua existência está longe de ser pacifica.

Por um lado o Padre Jenkins diz que “se as pessoas olharem o que estamos a fazer de forma ponderada, as mais atentas, vão ver que faz sentido para uma universidade como Notre Dame, providenciar estruturas do tipo para servir os alunos de forma eficaz”, e acrescenta que este tipo de abordagem pastoral representa os “nossos esforços para fazer avançar as aspirações dos alunos LGBT."

Dos planos de Notre Dame para o apoio dos alunos LGBT fazem parte, estabelecer um apoio organizado de serviços para os estudantes, produzindo actividades compatíveis com a "fidelidade católica e os compromissos de Notre Dame" e uma comissão consultiva de estudantes e pessoal para atender às "necessidades específicas" dos alunos que se identificam com este grupo.

Esta visão não é contudo uma visão partilhada quer por alguns alunos, quer por pais e alguns clérigos.

A Sociedade Cardeal Neuman, diz sobre o anúncio da criação deste grupo em Notre Dame, que as responsabilidades de uma Universidade Católica para com estes estudantes é de o apoio prestado se cingir à “expressão dos cursos de teologia católica, a doutrina católica sobre a homossexualidade, alem de um apoio acético e espiritual”.

Um estudo levado a cabo por uma organização católica, ligada à defesa dos valores morais da família dita tradicional, concluiu que 52% das universidades católicas nos EUA patrocinam o que classificam como “Clubes pró-homossexuais” de estudantes. Segundo o mesmo estudo estes estudantes "violam os ensinamentos da Igreja" e que estes grupos servem de base de "dissidência católica", promovem "ideiais pró-gay", como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a aceitação de "estilos de vida homossexuais", a "confusão de género" e a "rejeição da doutrina cristã".

Cerca de 24.000 pais e alunos, preocupados com o surgimento destes clubes, agora também em Notre Dame, assinaram uma petição que visa pressionar os reitores para acabarem com estes grupos dentro das universidades.

A universidade tem mais de 11000 alunos e 1200 docentes e está dividida em cinco faculdades: Artes, Ciências, Arquitectura, Engenharia e Economia/Finanças. Apesar do nome apenas 80% dos alunos são Católicos e cerca de 7% identificam-se como não-cristãos.

Índice
On-Line
Notícias
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados