MALÁSIA: Ativistas vão a tribunal contra proibição de festival (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Terça-feira, 10 Janeiro 2012 08:29

MALÁSIA
Ativistas vão a tribunal contra proibição de festival



Um festival de artes anti-homofobia foi proibido pelas autoridades mas, desta vez, os ativistas LGBT decidiram avançar para os tribunais.


As autoridades do país maioritariamente muçulmano têm vindo a ser pressionadas internacionalmente e internamente para rever as leis que criminalização as relações entre pessoas do mesmo sexo, que dão direito a uma pena máxima de 20 anos de prisão.

Os organizadores do festival "Independência Sexual", que é realizado anualmente desde 2008, apresentaram um pedido ao Supremo Tribunal no sentido de ultrapassar a proibição aplicada no ano passado. O evento é constituído por palestras sobre questões da sexualidade, uma exposição de cartazes e várias performances musicais. Isto tudo dentro de portas.

Mas diversas organizações muçulmanas queixaram-se que o festival poderia perturbar a paz pública e o Vice-Primeiro-Ministro Muhyiddin Yassin classificou o festival de "inapropriado".

Os organizadores defendem que tal proibição é inconstitucional alegando que o fato de serem impedidos de se expressarem é "prova irrefutável da discriminação" contra pessoas gays, lésbicas, bissexuais, transgéneras e transexuais.

Está marcada para 21 de fevereiro uma audiência para o tribunal decidir se avança ou não com o processo.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2019 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e TRÊS.
Depois clique em OK.

© 1996-2019 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal