EUA: Transexual lidera protestos antiguerra (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Domingo, 8 Abril 2007 04:24

EUA
Transexual lidera protestos antiguerra



Quando a ex-agente da CIA Valerie Plame testemunhou numa sessão parlamentar cheia de câmeras de TV em Washington, Midge Potts estava lá. Destacava-se numa camisa rosa em que se lia a mensagem 'Destituição de Bush já.'


Ela tem sido expulsa de lugares e detida por causa de protestos contra a guerra e pela volta das tropas norte-americanas do Iraque, mas isso não desanima essa veterana da Guerra do Golfo, ex-candidata republicana ao Parlamento e transexual, batizada Mitchell Eugene Potts quando menino.

'Não devemos ter medo de expressar a nossa opinião para os nossos líderes eleitos,' diz Potts, 38 anos, integrante do grupo antiguerra Código Rosa.

Agora, o alvo dela e do seu grupo são Hillary Clinton, Barack Obama e outros presidenciáveis que, segundo eles, não estão defendendo a imediata retirada das tropas no Iraque como deveriam.

'Até agora nem Obama nem Hillary são candidatos da paz,' afirma a ativista. 'Eles não estão mostrando que querem terminar com a guerra agora.'

Os sentimentos contrários à guerra surgiram quando, ainda como Mitchell Potts, servia na Marinha norte-americana durante a Guerra do Golfo.

'Eu tinha orgulho de ser militar,' afirma ela. 'Mas eu me perguntava porque a gente estava lá e o que estávamos fazendo.' Potts deixou a Marinha por problemas de saúde contraídos durante a guerra.

Potts divorciou-se em 2003. Foi depois da separação que ela começou a viver e a se vestir como uma mulher. 'Eu sempre me senti assim. Sempre me senti como uma garotinha quando eu era criança.' Do casamento, Potts tem uma filha de sete anos.

Ela começou a protestar com o grupo Código Rosa depois de iniciada a guerra no Afeganistão, antes da invasão ao Iraque.

Disputou a candidatura republicana ao Congresso pelo sudoeste do estado de Missouri. 'Concorri pelo Partido Republicano pois sou uma conservadora em temas fiscais,' explica Potts.

Ela foi a primeira candidata transexual no Estado. 'Talvez uma em mil pessoas me disse algo preconceituoso durante a campanha.' Potts terminou em terceiro, com 7 por cento dos votos.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2019 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas QUATRO e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2019 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal