Pesquisa:
 
Parceiro PortugalGay
Aberto
Poesia

Manuel Francisco Moura (3/7)

Sem Título

saberei um dia
escrever poesia
cantar um canto
afagar um pranto
consolando um aflito
saberei?

Saberei um dia
Viver com os pés na terra
Tornar-me cético de coisas
Sentidas
Saberei?

Saberei um dia
Andar como o povo
Com os olhos no chão
E mesmo assim contente
Por ter me transformado
Num idiota a mais
Saberei?

Saberei um dia envelhecer
Sozinho,
Pois na essência
A sós permanecemos
Saberei?

Saberei um dia morrer sem aflição
Digno, suportando
O esquecimento
A minha não vida
Saberei

 

Fev 95  

 

 

Manuel Francisco Moura
manoelfmoura@uol.com.br



Anterior | Seguinte


O PortugalGay.PT não tem qualquer participação na produção destes texto excepto na sua disponibilização na Internet. As opiniões expressas são da inteira responsabilidade dos autores. Se quiser colocar um texto aqui contacte-nos.

 
Aberto
Poesia

Manuel Francisco Moura (3/7)

© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e QUATRO.
Depois clique em OK.

© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal