Pesquisa:
 

Sexta-feira, 19 Junho 2009 12:09

CANADÁ
Marcha trans em Toronto



Quando Karah Mathiason planeou a primeira marcha pride Trans, pensou que poderia atrair umas 10 pessoas. No entanto, rapidamente tinha mais de 300 inscrições.


"Pensava numa marcha tranquila, mas cresceu", disse a designer gráfica de 35 anos, organizadora do evento juntamente com a sua esposa Diane Grant, de 52 anos, e que se assumem como trans-lésbicas (ambas nascram com genitália masculina).

Pessoas trans participaram desde sempre na Sunday Parade e no Saturday Dyke March desde os primeiros dias das marchas pride de Toronto, mas, com os seus números engolidos pelos seus pares gays e lésbicas, foram sempre relegadas para segundo plano.

"Já há muito tempo que devíamos ter a nossa própria marcha", afirmou Monica Forester, trabalhadora no Centro Comunitário 519 Church Street Community Centre , que se assumiu como transexual há 20 anos. "A comunidade Trans sempre viveu nas sombras e muitas pessoas não se interessam pela nossa comunidade. Esta é uma oportunidade para aumentar a nossa visibilidade e mostrar quanta diversidade existe."

Pode também ter interesse em:

 
On-Line
Arquivo Notícias (2009)
© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?


Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas CINCO e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal