Pesquisa:
 

Quinta-feira, 12 Novembro 2009 20:13

AUSTRÁLIA
Transexual ganha pedido de desculpas



Uma transexual ganhou um pedido de desculpas do Department of Foreign Affairs and Trade australiano pelo desconforto sentido por viajar com um passaporte que a identificava como homem.


Stefanie Imbruglia, de 42 anos, prima direita da pop star Natalie Imbruglia, também conseguiu o acordo do departamento para outras medidas para um melhor tratamento de transexuais que requeiram passaporte.

Stefanie já vivia como mulher há dois anos antes de pedir um passaporte para viajar à Tailândia para se submeter a uma CRS em Outubro de 2007. Ela queria que o passaporte a identificasse como mulher. Mas o governo da altura tinha rescindido uma prática estabelecida na emissão de passaportes a transexuais que viajassem ao estranjeiro para se submeterem a cirurgias válidos por um ano com o género concordante com a sua Identidade de género.

Forçada a viajar com passaporte masculino, foi ridicularizada por um oficial alfandegário australiano que a tratava por "senhor", apesar de usar uma saia e uma blusa. No aeroporto de Bangkok foi-lhe pedido que explicasse a discrepância entre a sua aparência e o género no passaporte. "Em voz muito alta e perante uma sala cheia de pessoas, olhou para mim e para o passaporte e disse 'Homem ou mulher?'. Toda a gente olhou. Foi muito assustador"."O meu maior medo era ser detida numa prisão masculina. O perigo a que o governo me sujeitou foi enorme".

De regresso, Stefanie apresentou queixas contra o Department of Foreign Affairs and Trade à Australian Human Rights Commission, acusando o departamento de conscientemente a ter exposto ao perigo e de lhe ter recusado os seus direitos cívicos e políticos, acusando-o de discriminação sexual.

É perigoso para transexuais viajarem ao estrangeiro com passaportes não concordantes pois podem ser sujeitos a intimidação, violência e prisão. Os passaportes de um ano foram instituídos depois de uma transexual australiana, forçada a viajar com um passaporte que a identificava como homem, ter sido presa em Singapura.

O departamento concordou em restaurar os passaportes de um ano para transexuais que viajem ao estranheiro para se submeterem a cirurgias, e também concordou em alargar o tratamento a pessoas de género diverso ou indeterminado que não viajem para cirurgias.

Pode também ter interesse em:

 
On-Line
Arquivo Notícias (2009)
© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?


Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e CINCO.
Depois clique em OK.

© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal