Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Quinta-feira, 29 Agosto 2013 18:24

BRASIL
Beijo entre futebolista e outro homem, ambos heterossexuais, gera polémica



O Brasil prepara-se para grandes eventos desportivos, é a terra do carnaval, realiza a maior parada LGBT do mundo e, é por isso complicado entender que um beijo na boca entre um jogador e o dono de um restaurante se traduza em protestos.


Estamos de fato a falar do mesmo país, é também o mesmo que detém um número elevado de ataques homofóbicos e transfóbicos resultando muitos deles em morte.

Jogador do Coríntias, Emerson Sheik é hoje alvo de todas as atenções por ter publicado uma foto na Internet onde dá um “selinho” ao dono do restaurante “Paris 6”, Isaac Azar.

Sheik publicou a foto do ligeiro beijo na boca no seu perfil no Instagram, e passou a alvo de prosseguição e ameaças. Um pequeno grupo da claque “Camisa12” foi até junto do local de treinos exibir faixas onde se lia “Viado não” ou “vai beijar a P.Q.P., aqui é lugar de homem”, frases escritas que demonstram bem o machismo e a homofobia vivida no futebol, uma homofobia reprovada pela FIFA.

A ideia de Sheik não foi inocente. O propósito da foto era este mesmo: mostrar a homofobia existente e lutar contra ela. Sheik escreveu como legenda da foto “tem que ser muito valente para celebrar a amizade sem medo do que os preconceituosos vão dizer”.

Caso de polícia

A policia civil de São Paulo através da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) quer intervir mas para o poder fazer precisa que Sheik ou alguém apresente queixa. Margarette Barreto, delegada do Decradi, comunicou que já pediu a investigação do caso uma vez que o preconceito sobre Sheik pode gerar um efeito de “onda”. Segundo Barreto “a homofobia é uma coisa séria. Existe o risco de Sheik ser agredido ou outros atletas ou mesmo outras pessoas LGBT por conta disto tudo”. A delegada Barreto disse também que achou a atitude de Sheik louvável e que seria importante que os atletas se juntassem nesta campanha contra o preconceito e homofobia.

Os elementos da claque a serem identificados incorrem nos crimes de ameaça e injúria, sendo que no segundo caso não precisa ser Sheik a apresentar queixa, podendo ser qualquer pessoa ou organização a fazê-lo desde que se tenha sentido ofendida com as injúrias proferidas pelos adeptos do Coríntias.

Emerson Sheik

Emerson Sheik ou Márcio Passos de Albuquerque ou Márcio Emerson Passos, três nomes a mesma pessoa. Nasceu em 6 de Setembro de 1978 com o nome de Márcio Passos de Albuquerque, tendo usado nome falso e passaporte falso quando quis embarcar para os Emirados Árabes Unidos a 20 de Janeiro de 2006.

Sheik já passou por várias equipas, no Brasil já jogou pelo São Paulo, Flamengo e, Fluminense, estando desde 2011 ao serviço do Coríntias, tendo em 108 jogos marcado 23 golos. Sheik é ainda o único jogador da história do futebol Brasileiro a conquistar três títulos em três equipas diferentes, por três anos consecutivos.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e QUATRO.
Depois clique em OK.

© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal