Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Sexta-feira, 29 Maio 2009 16:04

ESPANHA
Cardeal considera aborto mais grave que abusos sexuais católicos



O cardeal Antonio Cañizares pretendeu menospresar os abusos sexuais em instituições católicas na Irlanda, indicando que o aborto legal destroi muito mais vidas.


Ao comentar o escândalo de abusos sexuais, Cañizares, Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, declarou segundo a APF: "Não é comparável o que pode ter acontecido em alguns colégios com as milhões de vidas destruídas pelo aborto".

A declaração foi ecoada na imprensa espanhola e provocou a reacção do governo socialista, o mesmo que aprovou a mudança da lei que permitirá a interrupção da gravidez a pedido da mulher até às 14ª semana. Recorde-se que em Portugal a lei já existe mas apenas até às 10 semanas, e a lei anterior em Espanha apenas permitia a interrupção voluntária da gravidez em situações de "perigo grave" da grávida.

A ministra da Saúde e Política Social, Trinidad Jiménez, indicou que "é muito grave e irresponsável relacionar abusos sexuais contra menores com o aborto". "Estamos a falar de assuntos completamente diferentes. Os abusos sexuais são normalmente cometidos em menores contra sua vontade e afectam de forma terrível toda a sua vida", acrescentou.

ESPANHA: Cardeal considera aborto mais grave que abusos sexuais católicos

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e CINCO.
Depois clique em OK.

© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal