Pesquisa:
 

Sábado, 28 Maio 2005 00:00

PORTUGAL
Cabeleireiro mata jovem por motivos passionais



Um homem de 40 anos, cabeleireiro, matou com várias facadas um jovem de 21 anos. O crime ocorreu na noite da última segunda-feira, no apartamento do agressor, na Rua Carlos José Barreiros, em Lisboa. Segundo fonte da PSP, o homicídio terá sido motivado por questões passionais.


É convicção da Polícia de Segurança Pública que um cabeleireiro, autor confesso do crime, convidou para sua casa outro homem de 21 anos, na segunda-feira à noite. Os dois terão discutido violentamente – e deu-se o crime que vitimou o jovem de 21 anos.

“Ainda não sabemos com rigor o que se passou. Mas suspeitamos que os dois homens terão combinado um encontro amoroso e terá sido isso a desencadear a violência”, disse ao CM fonte policial.

Segundo as primeiras explicações fornecidas pelo cabeleireiro, a discussão entre ele e a vítima começou na cozinha do apartamento. Ambos pegaram em facas – e, minutos depois, deu-se o banho de sangue.

O cabeleireiro e o outro homem trocaram diversos golpes de faca. O cabeleireiro foi ferido em várias partes do corpo, mas conseguiu atingir o outro homem com mais gravidade. “A vítima mortal foi atingida por várias navalhadas no abdómen e no tórax”, disse ao CM a mesma fonte da PSP.

Foi o cabeleireiro que ligou para o número de socorro 112. De imediato, um carro-patrulha da PSP, uma ambulância e uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica deslocaram-se para o local do crime, na Rua Carlos José Barreiros. O cabeleireiro aguardava sentado nas escadas, no segundo andar do prédio – enquanto o outro homem jazia entre a vida e a morte no apartamento, no quarto andar. Ainda foi transportado com vida para as urgências do Hospital de São José, onde acabou por morrer, já no bloco operatório.

O cabeleireiro também foi assistido em São José. A PSP participou o caso ao piquete da PJ – que se deslocou ao hospital e deteve o autor confesso do crime .

VIZINHOS NEM DAVAM POR ELE

Foram poucos os moradores da Rua Carlos José Barreiros que se aperceberam da gravidade do que se passou, na noite de segunda-feira, no 4.º andar de um prédio daquela rua de Lisboa. “Reparei na velocidade excessiva de uma viatura do Instituto Nacional de Emergência Médica, mas pensei que os tripulantes viessem socorrer algum idoso residente aqui na rua. Nunca imaginei que pudesse ter a ver com um crime”, disse ao CM uma moradora. Os protagonistas deste trágico desfecho também não eram figuras muito conhecidas na Rua Carlos José Barreiros. Proprietário de um salão de cabeleireiro, o confesso homicida, habita um apartamento naquele prédio há pouco mais de um mês. Os vizinhos raramente o viam – e também não se recordam de desacatos no 4.º andar. “O rapaz que ele matou, é que nunca ninguém aqui o viu”, acrescentou outro morador.

À NAVALHADA

'TRUMPS' - Artur Esteves, de 55 anos, empresário da noite, dono das discotecas gay ‘Trumps’ e ‘Bricabrac’, foi assassinado, em casa, à facada, por um amante de ocasião. O crime ocorreu na madrugada de 6 de Setembro do ano passado, em Lisboa.

LÉRIDA - Já lá vão 15 anos, mas só há dias foi conhecida a sentença. O espanhol Miguel Carbonell foi condenado, pelo tribunal da cidade de Lérida, a 20 anos de cadeia pelo homicídio da portuguesa Maria Rodrigues. A vítima, prostituta, foi morta à facada e esquartejada.

PINHEIRO - António Sérgio Ribeiro, de 20 anos, pagou com a vida o facto de ter discutido com um colega de trabalho. Agressor e vítima encontraram-se, pelas 22h30 da quinta-feira passada, à porta da empresa onde trabalhavam, em Pinheiro, Guimarães. António Ribeiro foi esfaqueado várias vezes nas costas e barriga, morrendo a caminho do hospital.

Pode também ter interesse em:

 
On-Line
Arquivo Notícias (2005)
© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?


Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas QUATRO e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal