Pesquisa:
 

Segunda-feira, 19 Setembro 2011 16:48

PORTUGAL
QueerLisboa - Da parentalidade à educação



O exemplo do pai de "Rosa Morena" e um professor de expressão dramática e dança (e muito mais) de "FIT".


Rosa Morena

Na busca de realizar um sonho ser pai Thomas, um dinamarquês bem sucedido voa até ao Brasil na esperança de conseguir realizar esse sonho. Ser pai é tudo o que ele quer e na falta de leis que acompanhem a sua pretensão ele encontra outros caminhos. Nesta missão é apoiado por um amigo a residir no Brasil, mas com a oposição da esposa deste que não concorda que Thomas tente comprar um bebe na pobreza existente nos morros de São Paulo. Numa luta desenfreada vê-se envolvido com uma família da favela, a quem compra um bebe que está para nascer. Compra, montando casa, e um negocio, assim como toda a assistência médica para o nascimento da bebe, uma linda menina mulata como a mãe, e a quem dá o nome de Rosa. Vemos uma mãe que descobre o quanto é a vida pode mudar, e que ao mesmo tempo encontra o sentido de ser mãe que até então ainda não tinha experimentado mesmo sendo a progenitora de três filhos antes de Rosa.

Um filme bastante significativo de que para se ser pai ou mãe de uma criança, não é preciso conceber esse ser, mas sim ter para ele todo o tempo do mundo, todo o amor, toda a dedicação, e foi isso que pesou na decisão final de Maria (mãe de Rosa): que a filha seja amada.

Fit

“FIT” é outra conversa, é a conversa de uma educação que ainda está por dar, de professores que tem tempo para estarem atentos, de jovens que lutam entre si para sobreviverem numa sociedade repleta de

preconceito. “FIT” é filme que faz falta na formação de professores, a aula que faz falta nas disciplinas de formação cívica, sociologia, e todas as outras que formam as pessoas para viverem umas com as outras. Este é o filme que devia existir nas vidas de todos os cidadãos, mas dos jovens em especial pois explica de forma simples e directa aquilo que tantos querem esconder: a orientação sexual e a identidade de género não são um bicho de sete cabeças, e podem ser explicadas aos jovens.

E ainda...

Estamos no terceiro dia falta ainda seis dias e podem e devem ser vistos, escolha os seus filmes www.queerlisboa.org e não deixe de estar no São Jorge para mais uma edição do QueerLisboa.

Pode também ter interesse em:

 
On-Line
Arquivo Notícias (2011)
© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?


Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas QUATRO e SETE.
Depois clique em OK.

© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal