Pesquisa:
 

Quarta-feira, 14 Agosto 2013 07:53

RÚSSIA
Atleta norte-americano dedica sua medalha aos seus amigos gays e lésbicas



O meio fundista Nick Symmonds dedicou a sua medalha de prata nos 800 metros do Campeonato Mundial de Atletismo esta terça-feira em Moscovo aos seus amigos gays e lésbicas nos EUA desafiando assim a lei anti-"propaganda" gay Russa.


"Tanto quanto eu posso falar sobre este assunto, eu acredito que todos os seres humanos merecem a igualdade sendo como Deus os fez", disse à R-Sport depois de conseguir um tempo de 1:43.55 no Estádio Luzhniki, em Moscovo. "Se você é gay, hetero, preto, branco, todos merecem os mesmos direitos. Se há alguma coisa que eu possa fazer para defender a causa eu fá-lo-ei, mesmo sob o risco de ser preso."

Symmonds, 29 anos, já tinha mostrado a sua oposição a uma nova lei que proíbe a "promoção" da homossexualidade a menores num post do blog da revista Runner's World em 6 de agosto.

Apesar da sua abertura sobre o assunto nos Estados Unidos, ele tinha dito que não iria trazer à tona o assunto na Rússia por respeito às leis do país de acolhimento. "Eu respeito a capacidade dos russos para governar o seu povo", disse terça-feira. "Eu não concordo com as suas leis. Tenho respeito por esta nação. Discordo com as suas regras."

A legislação anti-gay, que foi ratificada pelo presidente Vladimir Putin em junho, tornou-se rapidamente na grande polémica dos Jogos Olímpicos de Inverno Sochi 2014 de fevereiro.

O Comité Olímpico Internacional, que disse na semana passada que queria esclarecimentos sobre a lei antes de tomar uma posição oficial, enfrenta uma crescente pressão de grupos de direitos humanos e celebridades que chegaram mesmo a sugerir um boicote aos Jogos de Sochi.

O COI tem insistido que recebeu garantias de funcionários de alto nível, de que a lei não será aplicada para os atletas e espectadores durante os Jogos mas, por outro lado, também já veio a público referir que os aletas estão proibidos de fazer política durante os jogos e se o fizerem sofreram consequências. Já o Ministério do Interior da Rússia emitiu um esclarecimento esta segunda-feira, confirmando que a "promoção de relações sexuais não tradicionais entre menores" é ilegal para qualquer pessoa em território Russo.

Pode também ter interesse em:

 
On-Line
Arquivo Notícias (2013)
© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?


Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas TRÊS e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal