Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Terça-feira, 14 Maio 2019 22:08

FRANÇA
Ataques anti-LGBT em máximos históricos



2018 foi o pior ano em termos de ataques anti-LGBT+ registados pela ONG SOS Homophobie


Foram registados um número recorde de 231 ataques físicos a membros da comunidade LGBT+ em 2018. Até agora, o pior ano de registo era 2013, durante o qual foram comunicados 188 ataques contra gays, lésbicas, bissexuais e transgéneros.

O número de agressões físicas relatados para SOS Homophobie subiu 66% de 139 em 2017 para 231 em 2018. Mas ainda mais preocupante no último trimestre de 2018, foi registado um ataque físico por dia.

Durante todo o ano de 2018, um ato de lesbofobia por dia foi relatado à associação. Com efeito, a SOS Homophobie recebeu 365 testemunhos de actos de violência lesbofóbica, um aumento de 42% em relação ao de 2017. Em paralelo com a evolução dos movimentos #MeToo e #BalanceTonPorc (digamos que a versão francesa do #MeToo) parece termos aqui um indicador que as lésbicas dizem não à invisibilidade, e aos atos de violência e assédio lesbofóbicos até então minimizados, negados, banalizados.

Este ano, novamente, a Internet continua sendo o primeiro lugar de expressão da violência LGBTfóbica, representando 23% dos relatos feitos à SOS Homophobie. A associação classifica a Internet como uma caixa de ressonância do ódio LGBT, situação exacerbada pelo anonimato. Também denunciam a necessidade urgente de maior moderação das redes sociais, especialmente o Facebook e o Twitter.

O governo francês anunciou em finais do ano passado uma série de medidas contra a LGBTfobia e algumas já foram executadas, como, por exemplo, junto de professores, mas surgem dúvidas sobre a sua manutenção a longo prazo. A associação também recorda os problemas encontrados pelas pessoas LGBT+ quando entram em contacto com as autoridades policiais, assim como exigem um sistema de queixa online eficaz.

O relatório está disponível online no site da SOS Homophobie.

FRANÇA: Ataques anti-LGBT em máximos históricos

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2020 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal