EMIRADOS ÁRABES UNIDOS: Gestor do Leeds United diz foi "violado e torturado" por ser gay (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Quinta-feira, 9 Novembro 2017 15:43

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS
Gestor do Leeds United diz foi "violado e torturado" por ser gay



O ex-diretor-gerente da Leeds United foi preso no Dubai em 2014 e passou 22 meses atrás das grades antes de ser ilibado.


O ex-chefe da Leeds United, David Haigh, afirmou ter sido violado e torturado numa prisão de Dubai depois que ter sido apresentado publicamente, contra a sua vontade, como homossexual pelas autoridades.

De acordo com o jornal Mirror, a Scotland Yard está a investigar as acusações de Haigh, que passou 22 meses numa prisão em Dubai depois que ter sido formalmente acusado de fraude relativamente à Gulf Finance House (GFH).

David Haigh, de 40 anos, alegou que foi enganado para voar para o Médio Oriente para se encontrar com funcionários da GFH para discutir um acordo. O acordo falhou, e Haigh afirma que ele preso em março de 2014. Ele permaneceu na prisão até que foi absolvido em março de 2016.

Durante o tempo atrás das grades, Haigh afirma que foi repetidamente torturado, violado e abusado, e também testemunhou a tortura de outros presos.

Ele também diz que foi apresentado publicamente como homossexual contra sua vontade pelas autoridades, alegando que tal aconteceu depois de ele ter escrito cartas para os tribunais Dubai DIFC, implorando-lhes para manterem o nome do seu parceiro e a sua sexualidade em privado.

Eu temia pela minha própria vida. O meu pedido [de privacidade] foi ignorado e essa informação foi tornada pública e, além disso, disponibilizada on-line num país onde a pena por ser gay é a morte.
O resultado da divulgação da informação, foi que fui violado e abusado sexualmente, e meu parceiro teve que fugir da nossa casa no Médio Oriente onde ele nasceu e reivindicar o estatuto de refugiado.
Eu fui categoricamente discriminado porque sou gay e porque o meu parceiro é muçulmano
 David Haigh

Numa publicação no Instagram da semana passada, Haigh explica que enfrentou os "momentos mais sombrios", que sobreviveu e que nunca desistirá.

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS: Gestor do Leeds United diz foi "violado e torturado" por ser gay

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2017 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas CINCO e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2017 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal