EUA: Senado do Estado de Nova Iorque rejeita igualdade no casamento (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Segunda-feira, 7 Dezembro 2009 11:52

EUA
Senado do Estado de Nova Iorque rejeita igualdade no casamento



O Senado do Estado de Nova Iorque rejeitou a lei que permitia a igualdade no casamento para casais de gays e lésbicas no dia 2 de Dezembro numa votação de 38 contra e 24 a favor.


A medida tinha sido aprovada na Assembleia múltiplas vezes (segundo o esquema legislativo nos EUA as lei são primeiro aprovadas na Assembleia e, depois, no Senado) e o Governador David Paterson apoiava a medida.

Oito Democratas votaram contra a medida, nenhum Republicano votou a favor da medida.

"Houve promessas que não foram cumpridas", disse o autor da lei, Senador Tom Duane, Democrata eleito por Manhattan. "A comunidade LGBT e todos os Nova Iorquinos honestos foram traídos. Estou revoltado, profundamente desapontado e extremamente triste com a votação de hoje".

Alan Van Capelle, dirigente do grupo de pressão LGBT Empire State Pride Agenda, disse que se bem que o grupo não esteja "desapontado com o voto de hoje, congratulamos-nos com o facto da temática da igualdade no casamento ter sido, pelo menos, debatida no Senado de Nova Iorque". "Já há muito que pedíamos um debate público sobre esta questão de forma a podermos saber que estava realmente do nosso lado", afirmou. "Agora sabemos com quem podemos contar e onde precisamos de concentrar os nossos esforços futuros".

O Presidente da Câmara da Cidade de Nova Iorque, Michael Bloomberg, segue na mesma linha de Van Capelle.

"Se bem que esteja profundamente desapontado com o resultado de hoje, e sei que o sentimento de angústia e frustração é ainda mais pronunciado junto dos Nova Iorquinos gays e lésbicas, pelo menos agora sabemos qual a posição individual de cada legislador" afirmou Bloomberg. "E agora vamos começar uma nova tarefa de garantir os votos adicionais necessários para passar esta medida... as mudanças históricas não são fáceis de obter, mas esta votação era um passo crucial que irá inexoravelmente levar o estado a estender todos os direitos do casamento a todos os casais."

O Governador Paterson defende que o resultado teria sido diferente se os senadores tivessem votado em consciência

"Compreendo a raiva, compreendo a frustração, compreendo a sensação de traição e compreendo o profunda decepção daqueles que vieram a Albany [capital do Estado] hoje pensando que poderiam casar-se amanhã", afirmou. "Eu acredito sinceramente que se as pessoas tivessem votado com as suas consciências hoje, nós estaríamos a celebrar a igualdade no casamento hoje à noite. Isso não aconteceu. Mesmo com toda esta decepção de hoje, vamos acordar amanhã num novo dia e redobrar os nossos esforços. Vamos construir os alicerces que façam as pessoas sentir-se confortáveis com votar com a sua consciência e não com medo de represálias políticas. Agora sabemos com quem temos de falar. E vamos eliminar a intimidação; vamos conseguir aliviar a pressão; vamos conseguir levar esta questão novamente à sala do Senado e vamos ter igualdade no casamento no estado de Nova Iorque e direitos iguais para todos."

O director executivo do National Center for Lesbian Rights, Kate Kendell, classificou o voto de "partir o coração".

"Ver aa justiça negada uma vez mais, é esmagador", disse. "Mas não podemos ficar cabisbaixos por muito tempo. As lições de cada movimento dos direitos humanos ensinaram-nos que as dificuldades e os dias escuros são sempre o risco quando se luta pela igualdade e justiça. Aplaudimos a coragem do senador Tom Duane, patrocinador do projecto, e dos 24 senadores que defenderam a igualdade, a justiça e o amor. Os seus nomes serão lembrados, assim como o seu voto. Já lá vai o tempo em que aqueles que rejeitavam a nossa dignidade e valor base o faziam sem consequências. Os votos daqueles que afirmaram nossa igualdade e humanidade serão recordados, disto podemos estar certos. "

A National Organization for Marriage regozijou.

"Louvado seja Deus!" escreveu o Diretor Executivo Brian S. Brown. "A NOM gastou 600.000 dólares [cerca de 406'000 EUR] para chegar aos eleitores através de chamadas telefónicas e de anúncios de televisão e rádio para se certificar que os políticos ouviam os eleitores comuns como você. O casamento gay é inevitável? Não acreditem na mentira!" "Esta grande vitória irá ter ecos para cima e para baixo em toda a América. colocando o temor de Deus - e dos eleitores americanos - no coração dos políticos sem força de vontade em todos o lado", disse Brown.

Poucas horas depois da votação, 200 a 300 pessoas reuniram-se em Times Square para protestar, na sequência de um apelo lançado em blogs e sites de redes sociais.

Na noite seguinte, mais de 1.000 pessoas participaram de um protesto em Union Square, incluindo Paterson e Duane.

"As ameaças de retaliação choveram sobre o grupo 'Hate 38 ', os senadores que votaram contra a igualdade ", relatou o blogger noticioso Joe Jervis no seu site 'Joe. My. God'. "Um desprezo particular foi dirigido aos oito traidores democratas, cujos rostos foram apresentados em muitos cartazes que foram nomeados e envergonhados ao microfone." "A multidão foi informada sobre as próximas eleições de 2010 e os lugares de NYC estão agora na mira de todos", escreveu Jervis. "A noite não era definitivamente uma libertação inútil de raiva, como este tipo de acção é frequentemente caracterizada."

O casamento do mesmo sexo é legal no Connecticut, Iowa, Massachusetts, Vermont e, a partir de janeiro, New Hampshire. Ele também deverá tornar-se legal em Washington, DC, em janeiro. O casamento do mesmo sexo também foi legalizado na Califórnia e no Maine, mas os eleitores votaram mais tarde por o recusar.

Internacionalmente, casais do mesmo sexo podem se casar na Bélgica, Canadá, Holanda, Noruega, África do Sul, Espanha e Suécia.

A assembleia da república em Portugal está prestes a debater um projecto similar que deverá ser aprovado nos próximos meses.

EUA: Senado do Estado de Nova Iorque rejeita igualdade no casamento
 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal