Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Quarta-feira, 7 Novembro 2007 13:01

BRASIL
Juiz homofóbico do caso Richarlyson pode perder o cargo



O Tribunal de Justiça de São Paulo rejeitou a defesa do juiz Manoel Maximiniano Junqueira Filho, da 9ª Vara Criminal da capital. Ele está sendo processado administrativamente e pode inclusive ser demitido da função por ter procedido sentença no caso do jogador Richalyson considerada pessoal e homofóbica.


O magistrado decidiu pelo arquivamento da queixa-crime feita pelo jogador de futebol Richarlyson contra o diretor do Palmeiras, José Ciryllo Júnior acusado de apontar o jogador como homossexual em programa de debate esportivo da Rede Record. "O que não se mostra razoável é a aceitação de homossexuais no futebol brasileiro" escreveu o juiz justificando a decisão final.

Os advogados de Richarlyson decidiram processar o juiz, além de pedir o afastamento do mesmo. Um ministro de Estado e dois ministros do Supremo Tribunal Federal acusaram Maximiniano de homofóbico à época da sentença. O processo administrativo movido contra o juiz ainda não tem data para ser concluído. Enquanto isso, ele continua exercendo a função.

(da Redação do Toda Forma de Amor, com edições PortugalGay.PT)

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2022 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e TRÊS.
Depois clique em OK.

© 1996-2022 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal