Pesquisa:
Dia Mundial Contra a Homofobia e Transfobia
Parceiro PortugalGay

Quarta-feira, 7 Maio 2014 10:14

EUA
Membro do KKK acusado de crime xenófobo teve passado com travesti negro



Frazier Glenn Miller tem ligações com o KKK, é acusado de um ataque a um centro judaico e sabe-se agora teve passado com um travesti.


Frazier Glenn Miller, foi acusado este mês por ter assassinado três pessoas num centro judaico no Kansas. As vítimas foram um médico, o seu neto ainda adolescente e a mãe de três crianças.

Mas agora veio a público outro lado do atacante. Segundo a ABC News em 1987 Miller foi “apanhado com as calças na mão” por assim dizer. Miller foi detido pela polícia por se encontrar com uma travesti negra no banco de trás de uma viatura num ato sexual, tendo sido feito apenas o boletim de ocorrência.

Frazier Glenn Miller Miller já tinha sido acusado de posse de granadas é um ex-líder do Defunctis com sede na Carolina do Norte com ligações White Patriot Party, anteriormente conhecido como os Cavaleiros da Carolina da Ku Klux Klan.

A primeira Ku Klux Klan foi fundada pelo general Nathan Bedford Forrest da cidade de Pulaski, Tennessee, em 1865 após o final da Guerra Civil Americana com o objetivo era impedir a integração social dos negros recém-libertados. Na sua época alta a Ku Klux Klan ou KKK tinha maior predominância na região sul dos EUA em estados como Texas e Mississipi. Na sua história além do ódio racial também estão associados ao KKK diversas situações de homofobia e transfobia.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2021 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal