Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Domingo, 6 Agosto 2006 15:30

PORTUGAL
Canadá: Atletas portuguesas discretos nos jogos Gay Outgames



A presença de atletas portugueses na primeira edição dos jogos Gay Outgames, que terminou sábado em Montreal, Canadá, primou sobretudo pela discrição e anonimato, desconhecendo a organização se houve medalhados lusos.


Meia centena de portugueses participaram na competição, mas fonte oficial da organização não conseguiu referir à Lusa se houve medalhados lusos, até porque o anonimato é um dos compromissos assumidos pelos jogos Outgames.

O anonimato dos atletas poderia ser modificado, a pedido dos próprios, quer para qualquer tipo de identificação como com vista à inclusão de nomes nas listagens da competição.

No entanto, o porta-voz dos jogos Outgames adiantou à agência Lusa que o futebol, basquetebol e golfe foram algumas das modalidades em que participaram portugueses, além de marcarem presença na conferência sobre os direitos humanos dos LGTB - Gays, lésbicas, bissexuais e transexuais, que precedeu o arranque da competição desportiva a 31 de Julho.

Alguns atletas portugueses integraram equipas internacionais de outras nacionalidades, factor que era permitido pelos regulamentos, não sendo rara a existência em competição de equipas multinacionais e mistas, com homens e mulheres.

Paulo S., de 22 anos, nascido nos Açores e residente no Canadá, foi um dos atletas portugueses que manifestou à Lusa «a grande alegria em participar nestes jogos mundiais Outgames», tendo integrado a equipa de futebol Montreal Pacifix, onde é jogador regular.

«Fiquei surpreendido por ver tanta gente nestes jogos Outgames e também a praticarem bom futebol», desabafou.

Embora os Outgames seja uma competição aberta também a heterossexuais, a larga maioria de participantes é homossexual como é o caso de Paulo S..

Contudo, confessou não ser assumidamente gay, «até por fazer parte de uma comunidade tradicionalmente conservadora como é a portuguesa».

«É preciso dar a conhecer que um gay é como qualquer outra pessoa [com uma vida] normal», enfatizou.

O Montreal Pacifix não conseguiu chegar à final na categoria de nível «recreativo», enquanto na categoria «competição» a equipa Samurai Japan (com cinco jogadores espanhóis) alcançou o ouro, ao bater no último jogo os franceses da «Paris Lyon».

Segundo dados da organização, a primeira edição dos jogos Gay Outgames, organizada em Montreal, Canadá, totalizou perto de 11.800 participantes, dos quais 10.250 atletas, distribuídos por 35 modalidades desportivas, tendo entregue 7.882 medalhas (2.930 de ouro).

O Português foi a quarta língua mais falada no Outgames, a seguir ao Francês, Inglês e Espanhol e colocando-se à frente do Italiano e Alemão (não esquecendo que o Brasil teve igualmente forte participação nesta competição).

Nos países mais representados, o Canadá, anfitrião dos jogos, obteve a maior participação, com 39% do total.

A seguir posicionaram-se em número de atletas os EUA, com 19%, Alemanha (7%), Países Baixos e Austrália (ambos com 6%), Reino Unido (5%) e França (3%).

A cerimónia de encerramento dos primeiros jogos Outgames decorreu sábado à noite (hora local), com a cantora norte-americana Liza Minneli e das canadianas Mérlanie Renaud, Marjo e Marie-Chantal Toupin no espectáculo.

A segunda edição dos jogos Outgames terá uma organização europeia por parte da cidade de Copenhaga, Dinamarca, em 2009.

[Veja as reportagens PortugalGay.PT em: www.portugaylgay.pt/news/ ]

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2022 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas QUATRO e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2022 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Queer Lisboa | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal