Pesquisa:
 

Domingo, 4 Março 2012 16:46

BIELORRÚSSIA
"Prefiro ser ditador do que gay", diz Presidente



Alexander Lukashenko criticou as sanções impostas recentemente pela União Europeia relativamente a direitos humanos, dizendo que preferia ser marcado de ditador do que gay.


O Presidente da Bielorrússia aproveitou a ocasião para criticar duramente os Ministros dos Negócios Estrangeiros da Polónia, Radoslaw Sikorski, e da Alemanha, Guido Westerwelle, que lideraram a ofensiva diplomática.

Numa declaração conjunta do passado dia 29 de Fevereiro os dois ministros, juntamente com o congénere francês declararam que todos os embaixadores da União Europeia na Bielorrússia foram chamados aos respectivos países num "acto de unidade e solidariedade". A declaração também refere que serão aplicadas "medidas restritivas significativas relativamente a pessoas responsáveis por violações sérias de direitos humanos ou a repressão da sociedade civil", excepto se a situação dos direitos humanos na Bielorrússia melhore.

Relativamente a Guido Westerwelle, da Alemanha, Lukashenko comentou que "estava aos berros por causa de uma ditadura... quando ouvi isso pensei: prefiro ser ditador do que gay".

Westerwelle é abertamente homossexual e não é a primeira vez que recebe mensagens homofóbicas de Lukashenko. Numa reunião no ano passado, Lukashenko terá-lhe dito que "deveria levar uma vida normal". O Presidente da Bielorrússia pediu depois desculpas, mas esclareceu que "não gosta de gays".

Marcadores/Tags:

# bielorrússia #gay ano 2012

Pode também ter interesse em:

 
On-Line
Arquivo Notícias (2012)
© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?


Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas CINCO e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2024 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal