Recortes de Imprensa - Transexual assassinada no Porto. (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Dia da Liberdade
 
Parceiro PortugalGay

  


Recortes de Imprensa - Transexual assassinada no Porto.




Qui, 23 Fev | Sex, 24 Fev | Sáb, 25 Fev | Dom, 26 Fev | Seg, 27 Fev | Ter, 28 Fev | Qui, 2 Mar | Sex, 3 Mar | Dom, 5 Mar | Qui, 9 Mar | Sex, 10 Mar | Dom, 12 Mar | Seg, 20 Mar | Sex, 14 Abr | Qui, 4 Mai | Sex, 5 Mai | Sáb, 6 Mai | Seg, 8 Mai | Sáb, 27 Mai | Ter, 30 Mai | Qua, 31 Mai | Qui, 1 Jun | Sex, 9 Jun | Sáb, 10 Jun | Seg, 12 Jun | Qua, 15 Jun | Qui, 16 Jun | Qua, 21 Jun | Qui, 22 Jun | Seg, 3 Jul | Ter, 4 Jul | Qua, 5 Jul | Qui, 6 Jul | Sáb, 8 Jul | Seg, 10 Jul | Ter, 11 Jul | Qua, 12 Jul | Qui, 13 Jul | Sex, 14 Jul | Sáb, 15 Jul | Seg, 24 Jul | Ter, 25 Jul | Qua, 27 Jul | Ter, 1 Ago | Qua, 2 Ago | Ter, 3 Ago | Qua, 4 Ago
Sábado, 8 de Julho de 2006

Lusa
Sábado, 8 de Julho de 2006

http://www.agencialusa.com.br/index.php?iden=2418

Primeira parada gay do Porto lembra transexual brasileiro

Cerca de 200 pessoas participaram neste sábado da primeira Marcha do Orgulho Gay do Porto, que percorreu várias ruas da cidade diante da indiferença, da curiosidade e da indignação dos que pararam para observar.

A parada saiu da Praça 24 de Agosto, local escolhido para lembrar Gisberta, o transexual brasileiro morto em fevereiro na cidade após ser agredido por um grupo de adolescentes, cujo julgamento começou esta semana. Em homenagem à vítima, flores foram depositadas onde seu corpo foi encontrado.

"Queremos lembrar Gisberta e todas as Gisbertas deste país, assim como todas as crianças maltratadas, assassinadas, atiradas ao rio, as que desaparecem e as mulheres violentadas pelos maridos, porque esta ação foi organizada em defesa dos direitos humanos", disse João Paulo, da associação Portugal Gay.

Júlio Esteves, simpatizante do movimento contra homofobia Panteras Rosa, explicou aos jornalistas que a marcha era de orgulho por conseguirem sobreviver "numa sociedade onde grupos de extrema-direita incentivam o ódio, onde os homossexuais não podem adotar crianças e onde um abraço em um amigo ainda gera indignação".

Antes do início da parada, já se ouviam as vozes de um pequeno grupo de homens, que se diziam "nacionalistas" e estavam ali para "marcar uma posição de repúdio a um grupo de pessoas que não são normais, que têm uma deficiência mental e que querem se impor à sociedade". Carlos Branco, porta-voz do grupo, garantiu à imprensa que não queria provocar ninguém: "A provocação é esta marcha".

Ao som dos bombos dos mareantes do Rio Douro, gays, lésbicas, transexuais, bissexuais e ativistas percorreram várias ruas da cidade até a Praça D. João I. No caminho, a curiosidade de quem assistia dava lugar a comentários como "Acho muito bem" ou "Estamos no fim do mundo", diante de manifestações de afeto entre um casal do mesmo sexo.

Muitos dos manifestantes ostentavam fotos de Gisberta e outros exibiam faixas com os dizeres "Sou transexual e não quero ser assassinado", "Não tenho vergonha, tenho motivos" e "Educar sem discriminar". Alguns desfilavam com o rosto coberto e camisetas em que se lia: "Não tenho medo da discriminação, mas os meus pais têm".

No final, foi lido e distribuído um manifesto com as principais reivindicações dos organizadores da iniciativa. Entre as exigências, destacam-se a reestruturação do sistema de proteção de menores em risco, a inclusão explícita da "identidade de gênero" na legislação e proteção na legislação contra crimes de ódio motivados pela homofobia.

Os manifestantes também reivindicaram "uma lei de adoção que não exclua potenciais mães e pais em função de sua orientação sexual e/ou de sua identidade de gênero", "uma política social de assistência a grupos marginalizados" e "a efetiva proteção policial contra a homofobia, bifobia, transfobia e todas as fobias que não podem ser ignoradas".


Qui, 23 Fev | Sex, 24 Fev | Sáb, 25 Fev | Dom, 26 Fev | Seg, 27 Fev | Ter, 28 Fev | Qui, 2 Mar | Sex, 3 Mar | Dom, 5 Mar | Qui, 9 Mar | Sex, 10 Mar | Dom, 12 Mar | Seg, 20 Mar | Sex, 14 Abr | Qui, 4 Mai | Sex, 5 Mai | Sáb, 6 Mai | Seg, 8 Mai | Sáb, 27 Mai | Ter, 30 Mai | Qua, 31 Mai | Qui, 1 Jun | Sex, 9 Jun | Sáb, 10 Jun | Seg, 12 Jun | Qua, 15 Jun | Qui, 16 Jun | Qua, 21 Jun | Qui, 22 Jun | Seg, 3 Jul | Ter, 4 Jul | Qua, 5 Jul | Qui, 6 Jul | Sáb, 8 Jul | Seg, 10 Jul | Ter, 11 Jul | Qua, 12 Jul | Qui, 13 Jul | Sex, 14 Jul | Sáb, 15 Jul | Seg, 24 Jul | Ter, 25 Jul | Qua, 27 Jul | Ter, 1 Ago | Qua, 2 Ago | Ter, 3 Ago | Qua, 4 Ago
ver também:
Pedido de Acção
Comunicados de Imprensa



 
© 1996-2019 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2019 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal