Eleições Legislativas 2005 (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
 
Parceiro PortugalGay

Partido Bloco de Esquerda  


Eleições Legislativas 2005



Este documento não foi subscrito pelo PortugalGay
Conteúdo da exclusiva responsabilidade dos signatários.mais informações

Diário de Notícias
Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2005
http://dn.sapo.pt/2005/01/06/nacional/be_preve_programa_ps_seja_preocupant.html

eleições
BE prevê que programa do PS seja «preocupantemente mau»
Bloco apresentou ontem o seu programa eleitoral, com poucas propostas inovadoras

Futuro. Louçã rejeita possibilidade de o BE integrar um Governo socialista
«O que já vimos do programa do PS é preocupantemente mau.» Foi com esta frase que o dirigente do BE Francisco Louçã justificou, em declarações ao DN, a recusa do movimento de integrar um eventual governo socialista minoritário. Louçã argumentou que, em matéria de política orçamental e económica, PS e Bloco têm visões diferentes e garantiu que o movimento «não vai participar num governo» que defenda propostas contrárias ao seu programa eleitoral, ontem apresentado em Lisboa, em conferência de imprensa.

Na ocasião, Louçã rejeitou coligações pós-eleitorais com o PS e evitou comprometer-se com a viabilização de um orçamento socialista. E desafiou todos os outros partidos a deixarem de lado «as futebolices e trivialidades» e a apresentarem quanto antes os seus programas eleitorais.

As propostas. No seu manifesto eleitoral, de 112 páginas, o BE assume que se apresenta às eleições «como alternativa» e apresenta uma série de medidas para dar resposta aos problemas do défice e da produtividade. Entre elas, conta-se a substituição do Pacto de Estabilidade por um pacto de emprego e consolidação orçamental e a redução da despesa corrente para um máximo de dois por cento ao ano.

Além de avançar com 10 propostas concretas para os primeiros 100 dias de Parlamento (ver caixa ao lado), o Bloco apresenta outras propostas, muitas já recorrentes.

Os bloquistas comprometem-se a propor o imposto para as grandes fortunas e o aumento de 50 euros no Salário Mínimo Nacional e nos salários da Função Pública.

Em matéria de «direitos de gays e lésbicas», prometem apresentar uma lei anti-homofobia e defender a adopção por casais homossexuais. Vão também propor a criação da figura do crime rodoviário, a legalização das drogas leves e a introdução das salas de chuto nas prisões.

Em matéria ambiental, o BE vai opor-se à co-incineração, processo de tratamento de resíduos que é desde sempre defendido pelo líder do PS, José Sócrates.
Compromissos
Prioridades para o início de sessão...

Aborto Alterar a lei, pondo fim à criminalização.

Finanças A revisão do Pacto de Estabilidade e Crescimento.

Fisco Bater-se pelo levantamento do sigilo bancário.

Iraque Retirada da GNR.

Emprego Revogar o pacote laboral aprovado pelo Governo.

Educação Suspender exames do 9.º ano.

Imigrantes Legalização imediata de 75 mil imigrantes.

Saúde Reintegrar hospitais SA no sector público.

Justiça Pôr fim aos abusos da prisão preventiva

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal