ESPANHA: Exposição na casa de García Lorca revela intimidade do poeta (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Terça-feira, 27 Novembro 2007 11:17

ESPANHA
Exposição na casa de García Lorca revela intimidade do poeta



A casa de Federico García Lorca em Granada, no sul da Espanha, foi reaberta nesta semana com uma exposição que mostra a intimidade de um dos poetas mais famosos da língua espanhola e autor de peças teatrais como Bodas de Sangue, Yerma e A Casa de Bernarda Alba.


A mostra Everstill/Siempre Todavia (Sempre Ainda, em tradução livre) revela a visão de 31 artistas plásticos de diversos países sobre a obra e a vida do poeta e marca o início dos eventos de 2008, ano de celebração do centenário de nascimento de Lorca.

Segundo o curador da mostra, o suíço Hans Ulrich Obrist, o objectivo do projecto é recriar o universo do poeta, formando um elo entre a literatura e as artes plásticas.

Os artistas passaram dias na casa do escritor para encontrar a inspiração e entender o ambiente de Lorca.

?A intimidade de uma casa é bem diferente da de um museu. Por isso é tão sugestiva para os artistas. Facilita um diálogo subtil com o personagem e o lugar?, diz Obrist.

Passeio pelas divisões

O trajeto da exposição é um passeio por todas as divisões da casa, que foi residência da família Lorca desde 1926 até o início da Guerra Civil espanhola, em 1936, quando o poeta foi assassinado por nacionalistas, acusado de subversão - Lorca simpatizava com os socialistas e era homossexual.

Os artistas britânicos Gilbert & George deitaram-se na cama do escritor e decidiram fotografar-se nela para criar a peça Na cama com Lorca.

Debaixo da escada, a australiana Koo Jeon-a recriou a roupa preferida do poeta, um uniforme de marinheiro.

Um quadro da espanhola Cristina Iglesias decora a sala de piano, onde também fica o tapete azul da americana Sarah Morris, feito por livros biográficos de escritores que ela associou a Lorca, como Fernando Pessoa, Reinado Arenas e Marguerite Duras.

As peças da brasileira Rivane Neuenschwander estão no escritório. Uma folha branca de papel deixada sobre a máquina de escrever do poeta evoca o silêncio da ausência de Lorca. Outra sua obra é uma colcha bordada com pássaros em alusão à liberdade, segundo o curador da mostra.

A exposição é acompanhada por uma banda sonora. Canções compostas pelo músico de flamenco espanhol Enrique Morente são ouvidas em todas as divisões da casa.

A mostra estará em Granada até maio, quando terá uma segunda fase com novos artistas, e seguirá para Madrid em setembro de 2008.

(com edições PortugalGay.PT)

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e OITO.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal