EUA: Demonstrações de fundamentalistas cristãos em funerais obrigam a criar leis específicas (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Terça-feira, 18 Abril 2006 18:52

EUA
Demonstrações de fundamentalistas cristãos em funerais obrigam a criar leis específicas



Será que todos os males do mundo têm origem na homossexualidade? Este parece ser o ponto de vista da Westboro Baptist Church of Topeka, um pequeno grupo de fundamentalistas cristãos que tem brandado aos 4 ventos que os EUA estão a ser vítimas da sua "política de apoio à homossexualide". As afirmações foram feitas em outras ocasiões mas a situação tornou-se mais pessoal quando grupos de 6 a 20 membros da igreja tem sistematicamente feito manifestações nos funerais de soldados mortos no Iraque.


O modus operandi é simples: durante um funeral o grupo reúne-se perto do local de realização do mesmo com cartazes. "Graças a Deus pelos Soldados Mortos" é uma das frases que se pode ler e a mensagem é que o castigo divino se deve à vida impura que os EUA estão a promover.

A situação tem gerado ondas de constestação entre os norte-americanos e 9 estados já aprovaram les que proíbem este tipo de atitudes, outras 23 estão em processo legislativo e o próprio congresso está a discutir o assunto relativamente a cemitérios federais.

A Westboro Baptist Church of Topeka é dirigida pelo Rev. Fred Phelps e, apesar do seu nome, não está ligada à Baptist Church nos EUA. A sua primeira manifestação mais visível aconteceu no funeral de Matthew Shepard, um jovem homossexual que foi violentamente espancado até à morte em 1998. Desde então a congregação, constituída praticamente por 75 familiares de Phelps, tem-se tornado mais visível ao fazer demonstrações junto a empresas, zonas de desastre ou funerais de homossexuais. Durante o ano passado, no entanto, ajustaram o alvo e começaram a aparecer em funerais de soldados mortos no Iraque e Afeganistão.

A igreja defende uma interpretação à letra da Bíblia que, segundo eles, Deus está a punir estas pessoas porque os EUA não tem tomado medidas adequadas para condenar as pessoas homossexuais.

A situação levou mesmo à criação de um grupo de motociclistas que se organizam para esconder os protestos das pessoas que estão a participar no funeral. O grupo que começou com alguns veteranos da Guerra do Vietnam tem agora 22'000 membros nos EUA e tem tido o apoio da população em geral.

A senhora Roper-Phelps considera estas medidas como "uma forma desta nação hipócrita que passeia pelo mundo a defender a liberdade destruir a primeira emenda [que garante a liberdade de expressão]." Concluindo que "uma parte de mim acha que é isto mesmo que merecem".

Marcadores/Tags:

#eua #gay #religião ano 2006

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas SEIS e SETE.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal