EUA: Criança Trans é a nova capa da National Geographic (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Sexta-feira, 16 Dezembro 2016 22:07

EUA
Criança Trans é a nova capa da National Geographic



Um passo histórico da National Geographic e da visibilidade trans na sociedade em geral.


Avery Jackson tem apenas 9 anos de idade e será a capa da revista National Geographic na entrada no novo ano 2017. A sua mãe publicou na sua conta do Twitter a capa da revista. Jackson é a primeira pessoa tans a ser destaque na capa da National Geographic.

Intitulada "Revolução do Gênero", a edição acompanha um documentário desenvolvido em parceria com Katie Couric para o National Geographic Channel. O filme explora o papel transformador do género na vida quotidiana a partir de perspetivas genéticas, culturais e neurológicas. O documentário será transmitido a 6 de fevereiro

Família lutadora

Avery e seus pais vivem em Kansas City e têm sido abertos defensores de questões trans nos últimos anos.

A mãe de Avery, Debi Jackson, uma republicana, compartilhou a história da sua filha num diário em vídeo em 2015 no YouTube e também série de vídeos GLAAD. Ela também fez um discurso poderoso num episódio de 2014 da produção de Kansas "Ouça a sua mãe".

Seu marido Tim Jackson abriu-se sobre a paternidade num texto no New York Times em 2015. "A única coisa que eu dou a minha filha é muito simples: Amar-te e mostrar amor aos outros", escreve ele.

É exatamente isso que eu pretendo fazer. Eu amo minha filha por quem ela é sem pré-condições, e prometo ajudá-la a tornar-se um membro feliz, saudável e produtivo da sociedade. Na verdade, não é esse o nosso trabalho como pais? Tim Jackson

Apoio familiar é muito importante

Num estudo realizado nos EUA em 2015 sobre questões trans concluiu que o apoio das famílias melhora significativamente a saúde mental dos indivíduos trans, bem como seu acesso à habitação e ao emprego.

Os entrevistados com apoio familiar tiveram:

• mais probabilidade de emprego (65% contra 52%).

• menos probabilidade de terem feito trabalho sexual (11% contra 16%).

• menos probabilidade de terem estado numa situação de sem abrigo (27% contra 45%).

• menos probabilidades de relatar que vivem atualmente danos psicológicos graves (31% contra 50%).

• menos probabilidades de terem tentado suicídio (37% contra 54%)

A história dos Jacksons é um exemplo inspirador e poderoso para outros pais e mostra a todos como esse apoio pode ser praticado num caso específico.

Podem seguir a conta da mãe de Avery em twitter.com/transgirl_mom

EUA: Criança Trans é a nova capa da National Geographic

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e TRÊS.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal