REINO UNIDO: Líder da Extrema-direita Britânica Preso por "Incitamento ao Ódio Racial" (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Quarta-feira, 15 Dezembro 2004 00:58

REINO UNIDO
Líder da Extrema-direita Britânica Preso por "Incitamento ao Ódio Racial"



O líder do Partido Nacional Britânico (BNP, extrema-direita), Nick Griffin, foi preso ontem, acusado de "incitamento ao ódio racial", segundo informaram fontes do BNP.


Griffin é a décima segunda pessoa a ser presa na sequência da transmissão de um documentário da BBC, que denunciou o racismo recorrente no interior daquele partido, e que levou à abertura de uma investigação policial. O BNP obteve quase 5 por cento dos votos nas eleições europeias de Junho mas não tem qualquer deputado eleito em Westminster. Todas as outras pessoas detidas, incluindo o presidente e fundador do partido, John Tyndall, foram libertadas sob caução estando a aguardar o resultado das investigações. O documentário da BBC, filmado em segredo no Norte de Inglaterra pelo jornalista Jason Gwynne que se fez passar por um simpatizante do BNP, demonstrava o racismo dos dirigentes daquela organização política. O filme mostra Nick Griffin dizer numa reunião do partido que o Corão permite aos fieis muçulmanos "terem todas mulheres que quiserem desde que não sejam mulheres muçulmanas". E depois explica: "Foi assim que esta fé má e viciosa se espalhou". Numa outra passagem, John Tyndall faz referência ao judaísmo de Michael Howard, o líder da oposição conservadora , apresentando-o como alguém que "não tem quaisquer raízes na Grã-Bretanha". O documentário, transmitido em Julho, acumulava testemunhos racistas. Com a de Steve Barkham, um militante de Bradford (norte), gabando-se de ter espancado um asiático ao pontapé até os seus sapatos ficarem "cobertos de sangue". Ou a de um candidato às eleições locais que admite ter colocado excremento de cão dentro da caixa de correio de um restaurante asiático. Há também um homem que é filmado a dizer que quer matar asiáticos e atacar mesquitas com lança-róquetes. O partido, citado pela Reuters, descreveu as prisões dos seus membros como "nada mais do que uma tentativa [do governo de Tony Blair] comprar de volta o voto islâmico" - um voto que o primeiro-ministro perdeu por causa do envolvimento do seu país na guerra do Iraque. O Concelho Muçulmano da Grã-Bretanha (MCB), saudou as detenções, afirmando que esperava agora que a polícia formalizasse as acusações. "O BNP tem tentado desenvolver uma imagem mais polida e um discurso mais sofisticado mas o documentário da BBC mostrou que por detrás da fachada, a realidade odiosa é exactamente a mesma", disse Inayat Bunglawala, porta-voz do MCB.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas QUATRO e SETE.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal