ONU: Reunião sobre homofobia nas Nações Unidas (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Sexta-feira, 14 Dezembro 2012 10:20

ONU
Reunião sobre homofobia nas Nações Unidas



Ricky Martin e Yvonne Chaca Chaca foram ás Nações Unidas para uma reunião que se discutiu a homofobia, o sexismo e, por conseguinte os direitos humanos ainda muito secundarizados por muitos estados.


O cantor Ricky Martin disse alto e bom som que a homofobia e a discriminação contra homossexuais, continuam presente nas ruas, ?Estamos aqui para lutar pela igualdade, pelo amor e pela justiça social", afirmou o cantor porto-riquenho durante seu discurso.

O cantor falou do quanto se sentiu livre quando fez o seu ?coming out?: "Por muitos anos eu vivi com medo. Porque eu odiava-me, porque cresci ouvindo que eu era gay e por isso o meu lugar era no inferno". Referindo-se aos seus filhos, disse que não poderia criar os seus filhos numa casa de mentira.

Por sua vez Yvonne disse a partir das suas experiências como mulher sul-africana nascida sob o apartheid, que a luta contra a homofobia não é diferente das lutas contra o racismo e o sexismo. E Ricky acrescentou, "Nós não estamos pedindo direitos especiais, nós só estamos a pedir os mesmos direitos".

Ban Ki-moon que presidia esta reunião observou que quando fala com líderes sobre a necessidade de igualdade para pessoas LGBT, muitos mostram-se com vontade de fazer mais, mas ao mesmo tempo dizem que não podem esbarrar com a opinião pública dos seus países.

Ki-moon diz entender a ?desculpa? mas diz que não é porque uma maioria desaprova determinados indivíduos que isso dá o direito a esse estado de ficar paralisado e recusar os direitos devidos a esses indivíduos.

Ban Ki-moon diz mesmo que, "A democracia é mais do que a regra da maioria. Ela exige a defesa das minorias vulneráveis contra as maiorias hostis".

Segundo o relatório das NU sobre violência sobre as comunidades LGBT, mais de 76 países ainda criminalizam relações do mesmo sexo.

Quando a primeira declaração conjunta sobre a orientação sexual dos direitos humanos e identidade de género foi proposta na então Comissão dos Direitos Humanos em 2005, apenas 32 Estados assinaram. Este número aumentou para 85 em 2011.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e QUATRO.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal