ÍNDIA: Tribunal acusa ator de “promover” direitos LGBT (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Terça-feira, 4 Novembro 2014 16:29

ÍNDIA
Tribunal acusa ator de “promover” direitos LGBT



O ator indiano Aamir Khan foi indiciado por um tribunal indiano para responder a uma acusação de promoção de direitos LGBT no seu programa.


O programa de 10 de outubro tinha como título “Accepting Alternative Sexualities” (Aceitando Sexualidades Alternativas) e tentou desconstruir os mitos sobre a homossexualidade. O programa tem uma audiência de quase 130 milhões de pessoas, e tem um grande impacto com os espectadores. Foi inclusivamente criada uma linha para atender 1,7 milhões de chamadas a protestar a lei anti-gay do país.

A juíza Jaswinder Singh deu um prazo de até 19 de dezembro para a defesa de Aamir Khan.

A acusação foi feita pela advogada Mandeep Kaur que o acusou de violar uma lei do Supremo Tribunal que recriminalizou o sexo gay em Dezembro de 2013. A advogada afirma que o ator promoveu uma ofensa criminal em televisão, e pediu a intervenção do tribunal para que o que Khan fez fosse declarado como um ato de ofensa ao tribunal. Kaur afirma também que enviou uma carta formal no dia seguinte ao programa a solicitar que o ator fizesse um pedido de desculpas incondicional em 24 horas, no entanto nunca recebeu resposta.

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas UM e SETE.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal