EUA: Painel governamental com dúvidas sobre permitir doadores gays de sangue (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Parceiro PortugalGay

Quarta-feira, 3 Dezembro 2014 13:58

EUA
Painel governamental com dúvidas sobre permitir doadores gays de sangue



Conselheiros de saúde do governo tem preocupações sobre o cancelamento da proibição de doações de sangue de homens homossexuais e bissexuais, apesar da crescente pressão de diversos peritos.


A proibição data dos primeiros anos da crise da VIH/SIDA numa altura em que pouco se sabia sobre a doença e muito menos sobre como tratá-la e controlá-la. Mas hoje em dia muitos grupos médicos, incluindo a Associação Médica Americana, dizem que a política não é mais suportada pela ciência, tendo em conta os avanços no despiste e tratamento do VIH. E os ativistas LGBT dizem que a proibição da vida é discriminatória e perpetua estereótipos negativos contra os homossexuais.

Mas os especialistas de segurança do sangue esta terça-feira pediram à Food and Drug Administration para ter cautela em fazer quaisquer mudanças na política atual, dizendo que o impacto sobre o suprimento de sangue é difícil de prever. A FDA não é obrigada a seguir as recomendações de seus conselheiros e ainda não definiu um cronograma para fazer qualquer alteração às normas de doadores atuais.

No mês passado, um diferente painel de especialistas de segurança do sangue convocadas pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos votou 16-2 a favor de acabar com a proibição de doações de homens gays e bissexuais. Os mesmos especialistas tinham em 2010 votado em manter o embargo, mas defendem agora que os novos estudos mostram que a segurança do fornecimento de sangue não seria comprometida através da revisão da política de doação. O painel recomendou que passasse a haver um período de diferimento de um ano, o que impediria os doadores do sexo masculino que tiveram relações sexuais com outros homens nos últimos 12 meses.

Mas a maioria dos membros do painel de 22 membros da FDA defendem que são necessárias técnicas de rastreio mais robusto para analisar a oferta nacional de sangue e medir as mudanças de segurança ao longo do tempo. E consideram que é difícil prever o impacto de acabar com as restrições atuais a doadores.

Por outro lado os ativistas dos direitos LGB, dizem que essas políticas não são realistas: "Para a esmagadora maioria dos homens, uma política de doação que exige 12 meses de abstinência é uma proibição de facto para toda a vida", disse Jason Cianciotto, do Gay Men's Health Crisis, uma organização de Nova Iorque que tem lidado com o VIH/SIDA desde os primeiros tempos que se falou da doença nos EUA. E faz a pergunta: "Pedem a um heterossexual que sejam abstinente por ano?"

Pode também ter interesse em:

 
© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas QUATRO e CINCO.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal