PortugalGay.PT
PortugalGay.PT
1.Índice 2.On-Line 3.Apoio 4.Espaço Aberto 5.PortugalGay.PT 0. Texto...
PortugalGay.PT
As Últimas Notícias: 8 JUL 16:30 - MUNDO: Mais de mil milhões de pessoas vivem em locais com igualdade no casamento | 13 JUL 12:59 - PORTUGAL: Novidades no Queer Lisboa e Queer Porto deste ano | 17 JUL 23:44 - PORTUGAL: Torneio inclusivo reúne atletas de 25 países em Lisboa | 12 JUL 16:24 - REINO UNIDO: Relatório aponta aumento de infeções sexualmente transmissíveis em 2015 | 19 JUL 11:03 - PORTUGAL: Peça de teatro sobre Orlando estreia no Queer Lisboa e procura participantes
Estamos no Facebook

Reportagem: Slut Walk 2011, Lisboa


[In English]

Foto Reportagem
Texto e fotos por PortugalGay.pt. Todos os direitos reservados.
Clique numa imagem para ver a versão completa.

Foi este sábado que se reuniram pouco mais de duas centenas de pessoas, essencialmente mulheres, e marcharam em Lisboa a partir da Praça de Camões em direcção ao Rossio contra a visão machista da violência sexual.

Gritando de forma convicta "Não é Não". Afirmando que este monossílabo não tem outro significado que não esse, não quer dizer "talvez", não quer dizer "Sim". Porque "Quando é Sim, não há ambiguidades ou dúvidas porque sabemos o que queremos e sabemos ser claras", lê-se no manifesto apresentado pela organização do evento.

Este tipo de evento surgiu depois de em Janeiro passado um polícia de Toronto, Canadá, numa acção de prevenção de violência sexual sobre mulheres ter afirmado que uma das formas de prevenção é as mulheres não se vestirem de forma provocante, insinuando implicitamente que as mulheres violadas são as culpadas dessa violência e desculpando os homens agressores do acto.

Por isso a Slut Walk Lisboa a exemplo de outras Slut Walk, que um pouco por toda Europa se tem organizado querem chamar atenção para que a visão esteja direccionada para os violadores, os violentadores e não para as vitimas. O termo Slut pode ser traduzido de forma livre para galdéria, desavergonhada, prostituta, descarada, vadia, badalhoca, fácil.

Para se ser apontada como uma "slut" na sociedade basta usar um decote mais abusado, uma saia mais rachada ou com menos pano, mas acima de tudo para se ser classificada de "slut" basta "mantermos a mentalidade machista, patriarcal, de uma sociedade pensada por homens e para homens", dizia uma das manifestantes. E os cartazes e palavras de ordem espelhavam esta mensagem de forma mais ou menos incisiva.
Slut Walk 2011 
Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011Slut Walk 2011

25 Junho 2011

© 1996-2016 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
© 1996-2016 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?

Publicar a pergunta e resposta em Página Facebook PortugalGay.

Nota: o PortugalGay.pt reserva-se o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas DOIS e SETE.
Depois clique em OK.

Junte-se a nós no FacebookSiga-nos no Twitter

© 1996-2016 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Informação sobre Publicidade | Contactos | Mapa do Portal

Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa / Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal