Entrevista: Celso Júnior - 6º Festival GL (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
 
Parceiro PortugalGay
Aberto
Entrevistas

Celso Júnior - 6º Festival GL

O Futuro...

PG: Mas passemos à frente da questão negativista. O festival em si cresceu: tem mais filmes, está a ser projectado em mais locais...

CJ: O que eu tenho pra dizer para você é assim: nós nunca tivemos uma programação tão politica e de intervenção como este ano, e com uma qualidade notória a nível internacional. Nós internacionalmente ainda estamos com a bola toda, extremamente respeitados mesmo.

PG: E 2003... o festival já está a andar?

CJ: Estão marcadas as datas, agora, eu não volto a sacrificar mais os meus salários, acabou... eu não recebo desde Janeiro! O festival vai ser à medida do dinheiro, eu tenho 73 filmes, eu pago... por exemplo eu paguei 1000 EUR de direitos do filme "Cockettes", a bilheteira foi 240 EUR. Isto foi apenas os direitos, para transportar o filme de San Francisco para cá são mais uns 2000 EUR... vale apena? a cidade merece? Não me apetece ser bondoso... Ao mesmo tempo que me dá raiva do público, respeito profundamente o meu público, porque eles não são palhaços para ter um marinheiro aqui dentro fazendo perguntas bobas.

PG: Datas de 2003?

CJ: 12 a 27 Setembro.

PG: Apoios confirmados?

CJ: FNAC.

PG: Veio para ficar?

CJ: Sim, veio para ficar... CML não sei nada...

PG: Contactaste a comunidade enquanto comércio: bares e outros... qual foi a resposta?

CJ: Não foi! Não foi! Eu me incomodo, eu gastei muito tinteiro, tinteiro para mim é uma coisa que me custa caro, custa 40 EUR... e eu gastei muito dinheiro nisso, foi para jornalistas, individualidades da esquerda, da direita, e deitei esse dinheiro fora. Se eu tivesse pago o meu salário teria sido muito bem gasto, muito melhor gasto, não serviu para nada. Gastei papel e tinta. Agora, claro que há duas ou três pessoas interessadas... mas o que é que você vê no nosso catálogo ao nível do comércio? NADA.

Comentário PortugalGay.PT:

Temos um Celso Júnior desiludido com a não participação de uma comunidade que não existe: o desinteresse abrangente de instituições e publico em geral. Ficará este festival marcado nas palavras do seu organizador por uma luta de trazer ao público português um festival reconhecido no exterior mas desprezado localmente. Terá sido mais uma batalha, num campo onde a guerra está longe de terminar? O Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa termina hoje dia 28, com uma festa de arromba no Forum Lisboa, ao seu organizador o PortugalGay.PT dá os parabéns pelo bom trabalho apresentado, e faz votos que em 2003 possamos ter um festival igual ou melhor que este ano e, principalmente, mais acarinhado por essa comunidade que teima em não se organizar realmente, e pela sociedade em geral que teima em ignorar eventos do género. Somos bons ou excelentes... lá fora. Ninguém nos reconhece cá dentro. É este o país em que vivemos.

Entrevista realizada pelo PortugalGay.PT em 22 de Setembro de 2002.
Fotos e Texto © 2002 PortugalGay.PT - Todos os Direitos Reservados

 

Celso Júnior - 6º Festival GL

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
A Sua Opinião
Tem alguma sugestão ou comentário a esta página?
Publicar a pergunta e resposta no Facebook PortugalGay.pt.

Nota: reservamos-nos o direito de selecionar e/ou ajustar as perguntas publicadas.

Não é um robot

Por favor marque as caixas TRÊS e SEIS.
Depois clique em OK.

© 1996-2018 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal