Livros: em Português (PortugalGay.pt)
Pesquisa:
Stonewall Inn Riots - 28 June 1969
 
Parceiro PortugalGay

Nota: a informação para cada edição era a disponível no momento de publicação da mesma.

O Anjo de Butes
O Anjo de Butes
por Fernando Carpaneda, 240 páginas. Blurb.com 2009

sobre a Obra
'O Anjo de Butes: Uma vida de tintas, sexo e rock'n'roll' é a autobiografia de Fernando Carpaneda, artista plástico brasileiro radicado em Nova Iorque, lançada recentemente nos Estados Unidos e que cai como uma bomba no meio artístico mais conservador do Brasil e exterior.
O livro conta a trajetória de um artista underground, saído de Taguatinga, cidade-satélite de Brasilia, e que encontra fama e reconhecimento mundial após expor na Galeria do CBGB. Fernando descreve em detalhes sua vida no submundo das grandes metrópoles (Brasília, São Paulo, Londres e Nova Iorque), seu relacionamento com as drogas e suas experiências amorosas e sexuais. Tudo regido por uma trilha sonora que vai de Ramones a Boy George.
André Pomba, DJ e editor de conhecidas revistas de rock, afirma no texto de apresentação que é 'ótimo saber de como os habitantes noturnos de São Paulo (a verdadeira paulicéia desvairada vive à noite) o adotaram. Como, por exemplo, a travesti Geórgia, que ele conheceu e conviveu ainda quando era o garoto Henrique, habituè da cena clubber paulistana dos anos 90; bem como os lugares que eles frequentavam: Retrô, Madame Satã, Treibhaus e Massivo; e também a relação de amor e ódio que ele sente por Brasília e vice-versa. Algo que lembra a um road movie, a um Sid e Nancy tupiniquim sem um trágico final, apesar de por vezes ter chegado perto disso. Tudo é escrito de uma forma a achar que um dia será chegada a hora do juízo final deste reencontro e que muitos capítulos ainda serão escritos.'
Sem sombras de dúvidas, 'O Anjo de Butes' incomodará muita gente ligada a cultura na capital do país e a principalmente aos leitores mais moralistas e preconceituosos.


Nota: esta obra encontra-se disponível com duas capas diferentes.
Porque a bissexualidade nos torna humanos
Porque a bissexualidade nos torna humanos
por Santiago de La Iglesia Turiño, Ensaio, 210 páginas. Lulu.com 2009
ISBN: 978-1-4452-6898-1


da Obra:
'Porque a bissexualidade nos torna humanos - O sentido biológico da homossexualidade' é uma obra atrevida sobre um tema de candente actualidade: a bissexualidade humana. Este ensaio explora a complexa paisagem da orientação sexual e dá um sentido biológico à homossexualidade humana, enfatizando a escala proposta por Kinsey para redefinir toda a espécie humana como bissexual. O autor, Doutorado em biologia pela Universidade de Barcelona, compara a sexualidade humana com a dos grandes símios, espécies que compratilham connosco mais de 95% do genoma e que são os primataas evolutivamente mais próximos ao ser humano. Os machos dos grandes símios das espécies exclusivamente heterossexuais exibem condutas sociais muito violentas e esta pauta violenta só se vê amortecida nos machos das espécies bissexuais: bonobos e humanos. Nos símios antropomorfos o comportamento sexual e o social estariam estreitamente relacionados. O trabalho conclui que a bissexualidade teria mudado os primatas humanos que bem poderia ser o factor de humanidade procurado há tanto tempo.

Nota: tradução para Português de uma obra originalmente editada em Espanha.
Amor no Feminino
Amor no Feminino
por Lúcia Valente, Poemas, 60 páginas. Corpos Editora 2007
ISBN: 978-898-617-161-2


Posfácio
Como ficar indiferente ao grito de uma artista que tudo o que pede é ser lida e compreendida?
Bebi cada um dos seus poemas e simplesmente, adorei!
Lúcia Valente tocou-me no mais profundo do meu Ser. Ela ousou exprimir a sua verdade, a sua sensibilidade como artista, e como mulher.
Com carinho:

Arlinda Mestre
Duas Mães
por Muriel Villanueva Perarnau, Romance, 110 páginas. Edições Duarte Reis. 2006
ISBN: 972-874-526-5


da Obra
Era uma vez uma menina chamada Carla que vivia feliz num bairro de uma grande cidade. Tinha duas mulheres a seu lado, Maria e Núria, as duas dispostas a dar-lhe esse carinho tão especial que só uma mãe dispensa aos seus filhos. O tempo foi passando, e a Carla entrou para a escola; ali não era fácil explicar que os seus «pais» eram duas mulheres e a coisa ficou ainda mais complicada quando, já adolescente, começou a procurar as palavras necessárias para falar da sua vida, sem subterfúgios nem pequenas mentiras.
Agora, essa menina cresceur e, já mulher, decidiu contar a sua história, um relato insólito e emotivo que começa no Outono de 2005, exactamente no dia em que Maria e Núria puderam finalmente casar-se, e volta depois ao passado, recordando os momentos mais marcantes da sua experiência como filha de um casal de lésbicas.
Através dos rostos de Carla, de Núeria e de Maria, podemos encontrar um sem fim de mulheres reais que durante muito tempo se viram obrigadas a viver uma vida incompleta, escondendo os seus sentimentos: a todas elas decida a autora de Duas Mães, este livro. Um livro que reclama o direito a encontrar a feliciidade a partir da diferentça.
«Para vós, filhos e filha sde gays e lésbicas, porque já é altura de todos sairmos do armário»
Muriel Villanueva

Nota: tradução para Português de uma obra originalmente editada em Espanha em 2005.
Histórias da noite carioca
Histórias da noite carioca
por Eric Novello, Romance, 150 páginas. Lamparina editora 2004
ISBN: 85-98271-21-7


da Obra:
Hostórias da noite carioca é um livro sutil. Protagonista da trama, o escritor Lucas Moginie decide reencontra seu passado na figura de Tita, um ex-amor. A partir daí, Moginie se vê em um labirinto, a babel que é a noite carioca.
O livro de Eric Novello fala de um escritor que decide transformar tuto o que vê e viver o que não vê. É o que ele chama de crise de criatividade. Será que todos somos donos da nossa própria imagem? Será que alguém está neste omento nos transformando em personagem? Essas e outras implicações da realidade e da fantasia estão presentes em Histórias da noite carioca.


Eric Novello
É carioca e nasceu em 1978. Escreveu Dante, o guardião da morte (Novo Século), livro que mistura ficção, história romana e mitologia. Publicou textos no site Paralelos (www.paralelos.org) e mantém inúmeros contos e poesias em seu sítio pessoal (www.ericnovello.com.br). Nasceu no Rio de Janeiro, onde trabalha como roteirista e tradutor. Formano na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, também é poeta e compositor.
Kamasutra Lésbico
Kamasutra Lésbico
por Flávio Furtado, 170 páginas. Hugin Editores 2004
ISBN: 972-794-225-3


da Obra:
O termo 'lésbica' está a ser utilizado neste livro por ser uma denominação habitual na literatura específica, bem como entre os grupos políticos homossexuais.
Este Kamasutra surge, principalmente, para explicar e demonstrar que as mulheres, ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, podem ser tão activas sexualmente quanto os homens e para que ocorra uma maior liberdade na discussão a respeito da sexualidade, superando os tabus existentes.
Neste livro encotrará toda a informação que julgo necessária à compreensão desta realidade tão normal como ter olhos azuis; as mais variadas posições; afrodisíacos; receitas para agradar a sua cara metade; dicas para compar um vibrador; formas de contágio de doenças sexualmente transmissíveis; um roteiro da noite; entre muito mais informação que certamente não coupará lugar!
Em suma, que fique claro que: as lésbicas são pessoas com sentimentos e emoções iguais às demais e possuem apenas uma orientação sexual diferente da maioria da população, mas que não faz delas pessoas anormais ou de comportamento social distinto das mulheres heterossexuais!

Kamasutra Gay
Kamasutra Gay
por Alicia Gallotti, com a colaboração de Rafael Ruiz, 230 páginas. Publicações Dom Quixote 2004
ISBN: 972-20-2732-8


Alicia Galiotti
Jornalista, escritora e articulista, durante mais de dez anos, da Revista Palyboy, é especializada em sexologia e relaçõe sinterpessoais. Colaborou em diversas publicações femininas espanholas e programas de rádio, nas quais aborda temas sexuais, tanto do ponto de vista prático como psicológico. Entre os seus títulos mais recentes, destacam-se, para além de Kamasutra Gay, O Novo Kamsutra Ilustrado, um livro que em menos de um ano se tornou um enorme sucesso editorial, Prazer Sem Limites, Kamasutra Para a Mulher, Kamasutra Para o Homem, Kamasutra e Outras Técnicas Orientes e Guia Sexual Para Adolescentes.


Rafael Ruiz
É formado em Psicologia e especialista no estudo da Sida pela The Open International University. Actualmente dirige o gabinete psicológico Nostrum, para gays e lésbicas, e é o responsável pela área de apoio emocional da asosciação Gais Poitius. Publicou El ABC de la Pareja e El ABC del Ligue.

Nota: Tradução para Português de uma obra originalmente editada em Espanha em 2003
Olhos de Cão
Olhos de Cão
por Daniel J. Skråmestø, Romance, 150 páginas. Editora Dom Quixote. 2003
ISBN: 972-20-2371-3


Da Obra:
Olhos de Cão é uma história irónica e fragmentada sobre não-heróis, sobre quatro homens que ainda têm dificuldade em saber como viver. Um vago retrato sobre a homossexualidade num Portugal em fim de século.
resumo na contracapa do livro

Com um texto dinâmico que combina assuntos sérios com toques de comédia fantásticos, Daniel Skråmestø consegue apresentar-nos uma obra gratificante para o leitor em geral e para os gays em particular. Foi, de facto, um prazer ler este livro.
F.P. (PortugalGay.PT)

Do Autor:
Daniel J. Skråmestø nasceu em Beja, em 1973. Estudou Design de Comunicação na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, Formação Musical no Conservatório Nacional e Gestão das Artes na Fundação das Descobertas. Colabora regularmente com a associação Zero em Comportamento e tem escrito ocasionalmente artigos para revistas e jornais.
Olhos de Cão é o seu primeiro livro. Recentemente iniciou também a sua actividade com pintor.
Trabalha como Designer Gráfico e reside em Oslo, Noruega.

A palavra... O gesto
A palavra... O gesto
por José Carlos Oliveira Santos, Poemas, 75 páginas. Univesitária Editora. 2002
ISBN: 972-700-410-5


Da Obra:
O que une a palavra ao gesto é o impulso amoroso. Ânsia de absoluta autenticidade.
Há neste livro de José Carlos Santos um tumulto de sentimentos tal que rebenta as comportas da expressão e se espraia por poemas que, como ondas, dizem a impossível fusão dos seres. E estilhaçam a compustura de todas as máscaras sociais.

Urbano Tavares Rodrigues


Um livros de palavras compostas em frases ligadas de sentimentos únicos onde o Amor é rei.
João Paulo
(Editor PortugalGay.PT)

Alice e o Abismo
Alice e o Abismo
por Leonor Campos, Romance, 260 páginas. NovoLivro. 2002
ISBN: 989-551-002-0


Da Obra:
Pela primeira vez em Portugal, uma escritora aborda sem falsos pudores o tema de uma paixão entre duas mulheres. E pela primeira vez uma escritora se move com veracidade no meio teatral, no mundo da droga, num ambiente onde as paixões são, como em todo o lado, fugazes, mas intensas.
Todo o romance gira à volta de Constança, directora de uma agência de publicidade e de Aida que se apaixona por ela, mas que mantém as suas relações com os seus colegas do Conservatório. Depois de muitas peripécias em que os "actores" deste verdadeiro drama se encontram e desencontram, Constança após um acidente de automóvel magistralmente descrito, recompõe-se, mas um novo apaixonamento entra na sua vida: a secretária. E o romance termina com a frase em que a convida para ir com ela para Florença.
Estilo perfeito, linguagem correcta, substantiva, frases curtas, atenção aos pormenores, "Alice e o Abismo" faz-nos entrar no mundo "do outro lado do espelho" pela mão feminina de uma escritora excelente.

Carlos de Miranda
(Editor)


Da Autora:
Leonor Campos Nasceu no Porto em 1952. Por ser filha de músicos cresceu em contacto com a Arte e a Cultura. Na adolescência, frequentou o Conservatório de Música. Desde sempre se interessou pelo Teatro. Entre 1974/76, pertenceu ao Teatro Universitário do Porto. Mais tarde teve uma breve passagem pelo Conservatório de Teatro de Lisboa. Tirou cursos de línguas, tendo chegado a leccionar Francês e Inglês. Fez um estágio de jornalismo. Em 1992, concluiu um curso profissional de teatro na Academia Contemporânia do Espectáculo. Participou como actriz em vários espectáculos entre eles: As Criadas, de Jean Geneti; A Ópera dos Três Vinténs, de Bertold Brecht; Sonho de uma Noite de Verão, de William Shakespeare; Farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente; Roberto Zucco, de Bernard Marie Koltés. Fez estágios em Inglaterra e França. Durante vários anos, dedicou-se a dar aulas de teatro a crianças e adolescentes, tendo chegado mesmo a escrever algumas peças infantis.
Desde sempre escreveu, nomeadamente, poesia, mas este é, de facto, o seu primeiro romance.


Outras Referências:
O guião da autora baseado nesta obra venceu um prémio NBP na categoria de telefilmes entre 150 competidores em 3 categorias.
Senhor, Partem Tão Tristes
por Tito Lívio, Poesia, 71 páginas. Quetzal Editores 2002
Preço de Capa: 9,95€

ISBN: 972-564-512-3


Da Obra:
A poesia homo-erótica de Tito Llvio é assim descrita pelo autor: «Sempre tenho amado de corpo inteiro, vendo, no corpo do outro, um continente fascinante mas desconhecido a percorrer, conhecer, viajar. Ele é sempre a minha ponte para o ser amado como objecto vivo e, por vezes, efémero do desejo. Dele pretendo sempre ler os sinais, encontrar o eco das carícias, dos beijos, essa tão profunda cumplicidade que une os amantes, sensação única de nos sentirmos prolongados no corpo de quem amamos, para nós sempre o mais belo. Este livro é o roteiro de vários olhares de paixão, alguns furtivos e momentâneos, mas que me marcaram pela sua beleza, pela rara harmonia e sintonia do encontam, pelas marcas indeléveis que em mim deixaram.»

Do Autor:
Cedo despertou a sua atracção pelo mundo do teatro e da rádio, tendo entrado, aos 18 anos, para a Rádio Universidade. Trabalharia então, como assistente de encenação, com Rogério Paulo e Costa Romeira na Companhia Portuguesa de Comediantes e com Herlander Peyroteo na Casa da Comédia. Como dramaturgista, colaborou com Carlos Avilez, Filipe la Féria, Paulo César, Rogério de Carvalho e Graça Lobo. Leccionou história do Teatro e Dramaturgia na Escola Superior de Teatro e Cinema do Conservatório Nacional e é actualmente professor dos cursos de teatro das Escolas Profissionais de Teatro de Cascais e Beja, bem como da Universidade Moderna. Tem exercido a crítica de teatro e cinema em várias publicações: "República", "Diário Popular" e "A Capital". Editou, em 1999, "A escrita e o Sono", primeiro livro de poesia, na Margem e tem em preparação uma biografia de Ruy de Carvalho, «Mulheres de Palco» (entevistas) e «Todos os Rios vão Dar ao Coração» (romance). Como «diseur», divulga ainda poesia.
Ser Gay - Passos Para uma Nova Intimidade
Ser Gay - Passos Para uma Nova Intimidade
por Henrique Pereira, Manual, 80 páginas. HMP Edições. 2001
ISBN: 972-95506-2-X


Descrição pelo editor:
Este é um livro que pretende oferecer pistas para ajudá-lo a descobrir o tal caminho da felicidade...
Está organizado em sete capítulos ao longo de 80 páginas. São eles:

1. Aprender a Gostar de Si
2. Assumir a sua Sexualidade
3. Encontrar Amizades e Sistemas de Apoio
4. Relacionamentos
5. A Dinâmica dos Relacionamentos Gay
6. Sexualidade e Sexo
7. Felizes para Sempre?


Manual Sexo Gay
Manual Sexo Gay
por Jack Hart, ilustrações de Kent, Manual, 254 páginas. Zayas Editora 2001
ISBN: 972-985-731-8


Alguns Comentários à 1ª Edição em Inglês:

<<Esta é uma sucinta mas completa enciclopédia de informação sexual. O seu autor Jack Hart, expõe as suas descrições e definições sobre a luta contra a SIDA não só de uma forma directa, consciente e sem preconceitos, mas também humorística e refrescante; o resultado é uma obra de fácil leitura e de elevado teor informativo.>>
Richar Labonté,
The Advocate

<<A linguagem utilizada não é pesada nem técnica, mas sim clara e informativa. Sabiamente temprerado com ironia este livro torna-se uma obra deliciosa de ler>>.
Wisconsin Light

Comentário PortugalGay.PT à edição em Português:

Embora apresentando de forma séria, clara e sem preconceitos muitos temas relacionados com a sexualidade de homens que gostam de ter sexo com homens, o grande problema desta edição em Português é estar demasiado ligada a conceitos e questões tipicamente norte-americanas. Os leitores nacionais vão encontrar várias referências desconcertantes a associações, grupos e atitudes que não existem em Portugal. É pena que não fosse dada à tradutora Ana Pinheiro uma maior liberdade na adaptação à realidade nacional do texto. Mesmo assim continua a ser uma obra de referência em Português incluindo mesmo no final uma breve lista de entidades em Portugal.

Free Spirits
Free Spirits
por Marta Tasmânia, Romance de Ficção, 159 páginas. Edição de Autor. 2001

Apresentação pela autora:
FREE SPIRITS acompanha a vida de um grupo de jovens que vivem em Lisboa, procurando conquistar a sua liberdade e independência económica. Luísa e Sílvia vivem uma longa e estável relação que a certa altura entra em rotina; Adriana mora sozinha com o seu cão, Robin, e conhece uma vizinha, Vera, que estuda Biologia e é uma ecologista fervorosa. O Rui e o Tó, dois amigos gay, partilham uma casa com mais três pessoas, organizando festas em que Sofia que vive com os pais e trabalha, sem encontrar um rumo para a sua vida, conhece Leila, uma atraente bartender que vive com Diogo e João, namorados.

Todos têm vidas diferentes mas uma coisa em comum, a homossexualidade, e é assim que se vão conhecendo pouco a pouco, acabando por formar um grupo inseparável e animado.

Marta Tasmânia

A Côr dos Meus Seres
A Côr dos Meus Seres
por José Carlos Oliveira Santos, Poesia, 63 páginas. Universitária Editora. 2001

Apresentação pelo autor: [17 Maio 2001]

A Côr surge quando ao sermos concebidos, ela nos ilumina, nos orienta e nos faz encontrar a razão da nossa existência.
A Côr vem de dentro, ela é a origem de um sonho por vezes real.
A Côr é a figura Mãe, sempre presente, presente no passado e no presente futuro.
A palavra é a expressão que os Seres guardam.
A palavra é a vontade que os Seres vêem nascer.
A palavra é o sentimento que os Seres fazem crescer, viver e voltar a nascer.
A expressão está nas mãos, a vontade por entre os dedos e o sentimento na vida.
As mãos tremem, os dedos unem-se e a vida sente a Côr dos Meus Seres.

O Homem escolhe a Côr, o gesto aconchega-a e a vontade é uma constante.

José Carlos Santos

1ª Antologia de Literatura Gay e Lésbica Portuguesa
1ª Antologia de Literatura Gay e Lésbica Portuguesa
Antologia, 188 páginas. Co-edição Korpus & OpusGay. 2001

Descrição

A 1ª Antologia de Literatura Gay e Lésbica Portuguesa, com 50 autores, uma produção conjunta da Opusgay e da Korpus, com o apoio do departamento da cultura da Câmara Municipal de Lisboa já está disponível.
As gravuras são da autoria exclusiva do pintor José Grazina.
Os coordenadores desta Antologia são: Teresa Claudio e Isidro Sousa.

Life's a Beach!
Life's a Beach!
por Marta Tasmânia, Romance Lésbico de Ficção, 157 páginas. Edição de Autor. 2001

Descrição

Ana é uma jovem lésbica que procura uma rapariga com quem possa ter uma relação sólida, plena de amor e respeito. Tem amigos e amigas homossexuais, onhece o meio gay, mas não encontra ninguém que consiga preencher o seu vazio.

Partilha os seus desgostos mais profundos com Guida, a sua melhor amiga e colega na universidade, ajudando-a quando ela tem algum problema também. Depois de se envolver com uma estudante inglesa, Jerry, descobre um grande amor por uma colega de outro curso chamada Alexandra. No entanto, são obrigadas a terminar a relação abruptamente quando os pais da namorada descobrem o que se passa.

Ana tenta recompor-se com o apoio da sua melhor amiga, até ao dia em que a Guida descobre que também é lésbica...

Manual da Sexualidade Lésbica
Manual da Sexualidade Lésbica
por Wendy Caster, Ilustrações de Julie May, 262 páginas. Edição Zayas. 2000

Descrição

Wendy Caster é uma reconhecida autora de material educativo de saúde também habitualmente presente em antologias de ficção lésbica como
Bushfire, Lesbian Bed-time stories 2, Electric, Heatwave, Silber-Tongued Sapphistry ou a recente Lip Service publicada p+ela Alyson Books em 1999.
do livro

Embora a versão original seja de 1993, esta tradução para Português vem, mesmo assim, abrir portas no nosso país, para uma aceitação da sexualidade como um todo e da sexualidade lésbica em particular. O livro, á laia de enciclopédia, descreve de um ponto de vista polivalente diversos temas deste "Atmosfera" até "Vocabulário" passando por questões muito práticas como "Assuntos Legais", "Auto-exame da Mama", "Doenças Sexualmente Transmissíveis" e outros.
PortugalGay

A Minha Circunstância de Ser
A Minha Circunstância de Ser
por José Carlos Santos, Poesia, 79 páginas. Editorial Escritor. 2000
ISBN: 972-8590-01-6


Descrição

A mão evita o gesto, mas a mão ganha arte, entrego-me a homogeneidade da expressão, subo escadas em busca do diálogo certo, completo páginas só numeradas, fecho o livro branco e em cima dele, ponho a mão que evita o gesto.
Sou o meu próprio narrador, jogo com uma história difícil de acreditar, tremo na descontinuidade do saber, olho para ti e falo com a minha vontade. O sonho, é também pura realidade, se adormeço, vivo, a roupa tem um aspecto nervoso, a ansiedade por vezes não é vulgar, o corpo está deitado, o gostar de pé, o ambiente incerto, eu, talvez...
A poesia, o verso, o verso da situação, a prosa até agora ignorada, a caneta que não controlo, o correr da altura que não sei se é própria, a boca imóvel, a euforia de me julgar, é feérico amigo, é verdade, é vulgar, tu existes, é verdade amigo!


Imagem da capa:
Constelação, óleo s/tela de Emília Matos e Silva.

Contra-capa:
Fotografia do autor e crítica do Professor Urbano Tavares Rodrigues.

Prefácio:
por Professora Seomara da Veiga Ferreira.
Caçar a Gosto
Caçar a Gosto
por Sousa e Castro, 118 páginas, 47 ilustrações. Edição de Autor. 2000
ISBN: 972-98254-0-8


Descrição

Tardes Bravas
Cerca de meio milhar de homens assistem diariamente às sessões contínuas num cinema lisboeta. Durante a exibição, outros filmes desenrolam-se. São "Tardes Bravas" no coração da capital. À porta fica o marido, pai ou avô. Lá dentro é o homossexual no engate para uma rápida sessão de sexo. Exorcismo concluído é o marido, pai ou avô que volta para a rua.
Normalizado.

Tiros Escuros
A caminho do aeroporto, a mãe deixa-me em casa do pai. Vai passar férias a Paris. A mãe e Paris. A mãe e a atracção pelo abismo. "Todos os frutos da criatividade têm cordões a ligá-los a Paris". E, para a mãe, a criatividade é o abismo, o risco, a fronteira que nunca ousara passar. Mas gosta de conhecer as novidades. As últimas novidades nas letras, artes e, claro, alta costura. De ser a primeira a conhecer, para ser a primeira a desdenhar. [...]

Despedimo-nos junto das escadas rolantes.
-Pai, quando voltas?
-É só um mês, filho.
Curto muito este paizão. [...]

Rapidamente adapto-me aos novos horários: acordar um pouco antes do meio-dia, fumar um charro, ir até à praia dar um mergulho, fumar um charro, tomar um duche e fazer a barba, fumar um charro, comer, fumar um charro, dormir a sesta, fumar um charro, volar à praia e trabalhar para o bronze, sempre a charrar até às 19h00, novo duche, comer, fumar um charro, dar uma vassourada no salão de areia, fumar um charro, vervificar se o mateiral está todo a funcionar, fumar um charro, abrir as portas às 22h30 e ir controlando tudo até às 03h30. Por volta das 04h00, regressar à canadiana. [...]

Ruth Bryden - Rainha da Noite
Ruth Bryden - Rainha da Noite
por Carlos Castro, Documentário, 146 páginas, 40 fotografias. Edição Dom Quixote. 2000

Descrição

Um ano após a morte de Ruth Bryden o jornalista Carlos Castro lança no mercado o livro "Ruth Bryden – Rainha da Noite" numa homenagem á figura maior do transformismo em Portugal. Carlos Castro conta toda a história de Ruth Bryden, aliás Joaquim Centúrio de Almeida numa "viagem" repleta de emoções onde a verdade é descrita – desde o nascimento até ao último dia de vida. Ruth Bryden foi o ícone do travesti em Portugal influenciando dezenas de outros artistas com o seu talento, perfeccionismo e um sentido estético do que é o espectáculo. Teve uma estranha forma de vida e morreu tragicamente dois dias depois do seu companheiro Paulo Oliveira ter posto fim á vida na praia da Fonte da Telha. A sua história é fascinante. Daí este livro. Que já está a ser negociado para uma série portuguesa e um filme nos Estados Unidos da América. Uma edição que o autor considera de "um acto de amor" mas que infelizmente continua a ser de certo modo "boicotado" por alguns Livreiros do Restelo...

O Mergulho
O Mergulho
por Marta Tasmânia, Romance de ficção, 117 páginas, ilustrado. Edição de autor. 2000

Resumo

Diana é feliz no seu trabalho, apresentando boletins informativos na Rádio X. É dinâmica e espontânea e vive rodeada de amigos.
Mas, a sua vida amorosa não é tão simples, num mundo dominante-mente heterossexual.
No entanto, Diana encontra a felicidade ao lado de uma colega da rádio, Lena, sentindo apoio dos amigos face à sua relação. Tudo estaria bem, não fosse a sua curiosidade que põe várias vezes em risco o seu namoro.
Lena é capaz de tudo por ela, mas estará Diana tão apaixonada como ela? Será o seu amor verdadeiro?
Quando parte numa viagem a um país longínquo, ergue-se um muro intransponível entre as duas - o silêncio e a distância. Mas Diana tem oportunidade de descobrir mais sobre si e sobre os seus sentimentos.



A Sua Opinião Conta

Se já leu um dos livros aqui indicados ou outro qualquer sobre homossexualidade disponível porque não partilhar a SUA opinião sobre o mesmo na forma de resumo ou mesmo uma revisão mais extensa?

Basta enviar um mail para info@PortugalGay.pt ou utilizar a página de contactos.



Voltar ao índice de Livros

 
© 1996-2017 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
© 1996-2017 PortugalGay®.pt - Todos os direitos reservados
Portugal Gay | Portugal LGBT Pride | Casamento Civil para Todas as Famílias | Queer Lisboa | Jovem Gay | Portugal LGBT Guide | Mr Gay Portugal