Igreja insiste em controlar governo

por portugalgay domingo, 30 Março 2008 22:34

E como se não bastasse faz papel de vítima!

Mas pelo menos ficamos a saber o que pensam(?) os senhores (sim, porque não há mulheres, mesmo) da hierarquia católica em Portugal:

1. Qualquer alteração à lei do divórcio é "é mais um sinal claro da postura de afrontamento que o actual Governo assumiu relativamente à Igreja Católica". ?!?? Mas se a Igreja nem sequer liga nenhuma ao Casamento Civil, porque se há de preocupar com o Divórcio?!

2. Pensam que "faz falta, da parte do primeiro-ministro, uma vigilância coordenadora"... vigilância?!?

3. "O Estado tem a obrigação de reconhecer o papel social da Igreja e de o promover do mesmo modo que promove o desporto, ao apoiar a construção de estádios"... Estádios... bom exemplo de como o estado gasta, esbanja, estoura dinheiro... não lhes poderia ter saído nenhuma comparação mais feliz? E quanto ao "papel social da Igreja", qual é? É que o que mais vejo são instituições FINANCIADAS pelo Estado a dar má educação...

4. Aparentemente quem foi parar, por azar, a um hospital público tem azar a dobrar: é que além de ter de passar pelo serviço de (baixa) qualidade reconhecida, tem ainda de aturar os "apoios espirituais", mesmo que não os tenha pedido.

Mas estes senhores não se deviam preocupar com outras coisas? Sei lá... como, por exemplo, o facto de haver cada vez menos casamentos religiosos, haver menos pessoas nas igrejas, haver cada vez menos padres, etc... etc...